Geologia e Ambiental

31 de maio de 2007

Lenda Geológica

Do Fernando Lemos, vulgo Arraia:

Lenda Geológica

Conta a lenda que, quando Deus liberou para os homens o conhecimento sobre geologia, determinou que aquele "SABER" ficaria restrito a um grupo muito pequeno e selecionado. Entretanto, nesse pequeno grupo, onde todos se consideravam "semi-deuses", já havia aquele que trairia as determinações divinas... Foi aí que o pior aconteceu! Deus, bravo com a traição, resolveu fazer valer alguns mandamentos:

1º Não terás vida pessoal, familiar ou sentimental.

2º Não verás teu filho crescer.

3º Não terás feriado, fins de semana ou qualquer outro tipo de folga.

4º Terás gastrite, se tiveres sorte. Se for como os demais, terás úlcera.

5º A pressa será teu único amigo e as suas refeições principais serão os lanches, as pizzas e o china in box.

6º Teus cabelos ficarão brancos antes do tempo, isso se te sobrarem cabelos.

7º Tua sanidade mental será posta em cheque antes que completes 5 anos de trabalho;

8º Dormir será considerado período de folga, logo, não dormirás.

9º Trabalho será teu assunto preferido, talvez o único.

10º As pessoas serão divididas em 2 tipos: as que entendem de geologia e as que não entendem. E verás graça nisso.

11º A máquina de café será a tua melhor colega de trabalho, porém, a cafeína não te farás mais efeito.

12º Happy Hours serão excelentes oportunidades de ter algum tipo de contato com outras pessoas loucas como você.

13º Terás sonhos com vulcões, terremotos e pedras, e não raro, resolverás problemas de trabalho neste período de sono.

14º Exibirás olheiras como troféu de guerra.

15º E, o pior... Inexplicavelmente gostarás de tudo isso!!!

30 de maio de 2007

Dia do Geólogo


Comemora-se hoje o Dia do Geólogo.
Recebi um abraço e cumprimento de uma pessoa muito importante em minha vida sobre esta data.
Espero que meus colegas também tenham recebido o mesmo.
No Auditório do CREA haverá uma programação alusiva a esta data, a partir das 17:00 horas.

3ª Conferência Estadual das Cidades

Da Redação - Agência Pará:

Foi realizada nesta terça-feira (29), às 17h, a 3ª Conferência Estadual das Cidades, no Hangar – Centro de Convenções & Feiras da Amazônia.
O lançamento da conferência estadual é uma ação formal de integração de todos os setores envolvidos no processo de construção do evento, previsto para acontecer de 27 a 29 de setembro deste ano.

Poluidor-Pagador

O projeto conhecido como “Poluidor-Pagador”, que compensa o Estado do Pará “pelos danos causados ao meio ambiente em decorrência da exploração de seus recursos naturais”, foi aprovado em redação final nesta terça-feira (29) pela Assembléia Legislativa do Estado, após quase três horas de debate em plenário. Os deputados aprovaram três emendas ao projeto original do deputado Márcio Miranda (DEM), apresentado em 2003.

Este projeto, feito por quem não conhece o estado como um todo em mineração foi elaborado sim para atingir a Vale e as grandes mineradoras.

Quero saber como irão reagir em relação aos pequenos mineradores (extratores de areia, seixo, etc.) e aos garimpeiros?

Parece uma bi-tributação e uma besteira de quem não entende nada de legislação e/ou mineração!

24 de maio de 2007

Desmatamento

De Salada Verde:

O tombo do desmatamento no Mato Grosso pode estar, em boa parte, associada à queda do dólar, como mostrou excelente reportagem de Marcia de Chiara publicada na edição de domingo de O Estado de S. Paulo. Chiara explica que o câmbio baixo reduziu a margem do agronegócio no Centro-Oeste, deixando mais claros os problemas de infra-estrutura da região para escoar a produção. A queda na margem aumentou também o custo do corte de árvores.

No Pará, o desmatamento cresce em áreas já bastante detonadas, como a região da BR-163 e no Leste do estado, em torno do município de Marabá.
E tudo indica que os culpados não são os vilões habituais – madeireiros e pecuaristas – mas os assentados que o Incra vem instalando nessas áreas nos últimos anos. Os Projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS) que o órgão criou no Pará se espalham por mais de dois milhões de hectares de seu território.

E agora, SECTAM, quem vai nos salvar?....

Alcoa+Juruti x MP

No site Pará Negócios:

A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, recebeu nesta quarta-feira (23) a recomendação feita pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual de cancelamento da licença ambiental concedida pela secretaria estadual de Meio Ambiente à Omnia Minérios, subsidiária da Alcoa, para explorar bauxita no município de Juruti, oeste do Pará.

Bastante discutível este pedido do MP.

A mineração não pode se deixar abater por este tipo de caminho errôneo do Judiciário. Tem que mostrar que tem vontade empresarial para dar a sustentabilidade economica e social ao povo da área em que esta sendo montado o empreendimento.

15 de maio de 2007

Encontro Internacional de Mineração

No Blog do Jota Parente, o melhor sobre Itaituba:

Será realizado entre os dias 19 e 25 de maio, em Itaituba, um grande encontro sobre mineração, com presença confirmada da cúpula do setor mineral nacional, com a participação de alguns grupos internacionais, que estarão discutindo o Tapajós, dissecando o Tapajós.

Essa foi uma grande conquista para esta região, que pela primeira vez nos permite discutir com gente tão preparada no assunto. Estarão presentes representantes dos órgãos reguladores nacionais e do Estado.

Esse encontro vai abrir a possibilidade de novos investimentos na área de mineração, além de permitir um maior conhecimento técnico e científico da região, com a presença do DNPM e da CPRM, que estarão desenvolvendo novos projetos para o conhecimento do Tapajós e o desenvolvimento da região.

Tribunnal de Júri

Jota Ninos informa:

"O Tribunal do Júri da 6ª Vara Penal volta a se reunir nesta sexta-feira, 18/05, sob a presidência do juiz Carlos Gustavo Chada Chaves, para julgar Zilcar de Holanda Neto, vulgo "Quixadá", cearense, hoje com 46 anos, acusado de ser matador de aluguel e responsável pelo crime de encomenda contra o policial Carlos Alberto Alves da Rocha, o popular Carlinhos, crime ocorrido em 24 de abril de 1990.
O caso teve repercussão nacional à época, por ter envolvido como mandante do crime o empresário, já falecido, e ex-prefeito de Itaituba, Wirland Freire, que acabou sendo impronunciado neste caso (ou seja, não foram encontradas provas suficientes para levá-lo ao banco dos réus)"
.

A Hora do Rush

Nesta tarde (15/05/2007) acontece uma reunião no auditório da SECTAM entre dirigentes da Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Estado do Pará (Aimex), da União das Entidades Florestais do Pará (Uniflor), de sindicatos do interior, representantes dos trabalhadores, prefeitos e deputados federais e estaduais para que o governo possa apresentar os primeiros resultados do que foi assumido na audiência realizada no dia 25 de abril com a governadora Ana Júlia Carepa, das 28 ações propostas pelo governo naquela ocasião e que é integrado por empresários, trabalhadores, vereadores e prefeitos de municípios que têm forte dependência da atividade de base florestal.
A confusão é generalizada porque os empresários e trabalhadores não estão confiantes nas ações do governo. Eles asseguram que, do plano emergencial com 28 ações propostas para amenizar a crise na indústria madeireira, a reunião de hoje seria apenas a segunda a ser posta em prática. A outra foi a Instrução Normativa nº 0001, que simplifica a análise dos projetos protocolados no Ibama e transferidos para a Sectam, na transição da gestão florestal. O mais importante, segundo eles, é que não houve ainda a liberação dos projetos de manejo florestal sustentável.

Trichuris

Pesquisadores da Fiocruz descobriram um parasita considerado até então extinto, que pode ajudar em estudos sobre mudanças climáticas.
Análises nos parques da Serra da Capivara e na Serra das Confusões, ambas no Piauí, registraram o parasita Trichuris nas fezes de um tipo de roedor. A suspeita é de que uma alteração climática na região há 10 mil anos tenha causado a extinção do Trichuris no primeiro parque. Devido à umidade local, conseguiu sobreviver no segundo.
A pesquisa é um dos destaques da exposição Paleopatologia: O estudo da doença no passado.
Mais informações em: www.museudavida.fiocruz.br.

Põe Jerico Nisso...

Título bastante sugestivo sobre um show em Copacabana, no Salada Verde:

Idéia de jerico

Al Gore, o Banco Itaú e o secretário de turismo do Rio, Rubem Medina, deveriam repensar a proposta de realizar um mega show em Copacabana em julho para combater o aquecimento global. Colocar um milhão de pessoas nas areias da praia vai certamente provocar um impacto ambiental de fazer inveja aos maiores emissores de carbono na atmosfera. Pode ajudar a salvar o planeta, mas vai devastar uma das praias mais bonitas do mundo.

Com certeza não pensaram em fazer o show nos jardins da Casa Branca, né?

14 de maio de 2007

A Dúvida do Ladrão

Diz uma lenda que Rui Barbosa, ao chegar em casa, ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal.
Chegando lá, constatou haver um ladrão tentando levar seus patos de criação.
Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com seus amados patos, disse-lhe:
- Oh, bucéfalo anácrono! Não o interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo ato vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso por necessidade, transijo; mas se é para zombares da minha elevada prosopopéia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à qüinquagésima potência que o vulgo denomina nada.
E o ladrão, confuso, diz:

- Dotô, eu levo ou deixo os pato?

Bom, esta anedota pode servir para muitos gestores públicos, que nem sabem fazer um cálculo, começar a se preocupar com o conhecimento do vernáculo.

Sobre o Desmatamento...

Já passou da hora de incorporar o esforço para evitar o desmatamento à luta contra a mudança climática, afirma um grupo internacional de pesquisadores na edição desta semana da prestigiosa revista "Science". A equipe, que inclui o climatologista brasileiro Carlos Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), colocou na ponta do lápis o valor de manter as florestas em pé para evitar o aumento do efeito estufa.

Resumo da ópera: se até 2050 a taxa mundial de desmatamento cair 50% e continuar assim até 2100, cerca de 12% da necessidade de redução nas emissões de gases-estufa do planeta estará satisfeita. "A redução de emissões vinda da redução do desmatamento pode estar entre as opções menos caras de mitigação [do aquecimento global]", dizem os pesquisadores no artigo da "Science". Estima-se que hoje as emissões de carbono derivadas do desmatamento correspondam a 20% do total emitido pelas atividades humanas no planeta. A conta é feita com base numa meta de 450 ppm (partes por milhão) de gás carbônico na atmosfera, considerada aceitável e capaz de evitar a mudança climática catastrófica.

Fonte: Science

Cursos de Especialização

A Escola de Governo do Pará (EGPA) prorrogou as inscrições para os cursos de especialização. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (14). Agora, os interessados têm até o próximo dia 25 para se inscrever. A prorrogação aconteceu para que os servidores tenham tempo hábil para realizar as etapas de seleção já que, desta vez, os cursos de especialização também serão ofertados em cidades-pólo do interior do Estado. O critério de seleção também foi modificado para atender aos interessados. É importante lembrar que o processo seletivo acontece ainda neste mês, mesmo para os cursos que irão iniciar no segundo semestre.

Too Bad

Comunica-nos o Amazonia.org.br:

Madeireiros de Paragominas responsáveis pela devastação de florestas do leste do Pará estão disputando com rivais de Mato Grosso e Rio Grande do Sul uma extensa área do planalto santareno, região do rio Arapiuns e áreas federais do oeste paraense, onde 500 famílias de pequenos agricultores já foram expulsas nos últimos dois anos por pistoleiros e milícias armadas. As terras, em sua maioria, pertencem à União Federal e ao Estado do Pará, mas os grileiros, sojeiros e madeireiros agem como se fossem os verdadeiros proprietários.

12 de maio de 2007

Por lá é assim!

Uma empresa que possui duas usinas de produção de energia a carvão no estado de Nova York se comprometeu com o governo local a instalar equipamentos de controle de poluição no valor de 100 milhões de dólares. Isso, há quatro anos. Não cumpriram o prometido.
E, nesta quinta-feira, o estado anunciou o fechamento das usinas. Uma está paralisada desde segunda-feira e a outra pára de funcionar daqui a um ano. A notícia é do jornal The New York Times.

Papel, Tesoura e Pedra

O SFB, pôs na internet o seu Portal de Gestão Florestal. Nele, será possível a qualquer cidadão saber quais são e a quantas andam os planos de manejo em Florestas Públicas aprovados. O portal, por enquanto, está funcionando em caráter experimental. Completo mesmo o portal só deverá estar daqui há alguns meses, quando os estados finalmente estarão despejando nele informações e dados sobre a gestão de suas florestas.
A direção do SFB também deu partida num projeto para tentar corrigir 400 anos de negligência do Estado com o patrimônio público. Iniciou o cadastramento de todas as florestas públicas do país. É coisa para levar no mínimo uma década. O levantamento está mapeando na escala 1/ 100 mil as matas que estão em Unidades de Conservação, Terras Indígenas e glebas dos estados e da União.
Nas Unidades de Conservação e Terras Indígenas, o trabalho de cadastramento conseguirá correr relativamente rápido. O diabo está nas glebas onde sobraram florestas. Uma vez mapeadas, cada uma exigirá uma ida a cartório para um diagnóstico e eventual regularização de sua situação legal. Só então poderão ser averbadas. Mas isso não significa o fim do trabalho. Depois de tudo isso concluído, os técnicos do SFB terão que visitar cada uma individualmente para fazer sua demarcação.

Um trabalho hercúleo para escravocratas de arquivos!

Prazo
11.05.2007Oficialmente, o SFB diz que o decreto de criação do Distrito Florestal de Carajás, onde o governo federal pretende fomentar atividades ligadas ao reflorestamento, só será assinado no segundo semestre. Mas a direção do órgão tem fé que o presidente Lula assine o decreto na primeira semana de junho. A partir de segunda-feira, uma caravana de funcionários do SFB passa a semana na região realizando audiências públicas para debater a proposta federal. A primeira será em Marabá, no Leste do Pará.

ATENÇÃO, ITAITUBA E REDONDEZAS!

No dia 18 de maio (PRÓXIMO SÁBADO), técnicos do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) estarão em Itaituba, no Pará, para discutir com garimpeiros a possibilidade de implementar a exploração florestal de baixo impacto em áreas de mineração.
É a primeira tentativa no Brasil de se conciliar garimpo com manejo florestal.

Resta saber se vão estar presentes os garimpeiros, propriamente ditos ou os donos dos garimpos.

Como diria um sábio filósofo itaitubense do Banco do Brasil: "Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa"!

Na ALCOA

Do site Pará Negócios:

O vice-presidente de Produtos Primários da Alcoa, Nilson Souza, que já respondia pelo comando das fábricas da empresa em Poços de Caldas e São Luís do Maranhão, passou a responder também pela Mina de Juruti, o empreendimento de produção de bauxita que está sendo implantado naquele município do oeste do Pará. Ele substitui na direção da Mina de Juruti a João Serafim, o diretor de Desenvolvimento e Negócios da Alcoa. Segundo fonte da empresa, a substituição já estava prevista. Nilson Souza assume num momento em que os Ministérios Públicos Federal e Estadual ameaçam pedir a suspensão da licença ambiental do projeto, por causa de impactos que estariam sendo causados pelo empreendimento, o que é negado pela empresa.

11 de maio de 2007

MDL

A China é líder disparado em projetos do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo – que funcionam a partir da venda de créditos de carbono para países desenvolvidos. Concentra simplesmente 61% dos recursos.
A Reportagem do The New York Times mostra que o fato é símbolo das desigualdades no programa. Enquanto os chineses (seguidos pela Índia, Brasil e Argentina) têm um esquema que facilita cada vez mais a emissão de novos projetos ambientalmente corretos (com a capacitação de pessoas para desenvolverem os projetos nos moldes necessários), os países africanos só ficaram com 150 milhões de dólares do total de 4,8 bilhões movimentados em 2006. Banqueiros, ambientalistas e representantes da ONU (que opera o mecanismo) dizem que o MDL tem tido sucesso em seu objetivo principal, de diminuir, onde quer que seja, as emissões de gases do efeito estufa. Mas há quem tenha se manifestado contra distorções tão berrantes. Principalmente, uma vez que a China não é mais tão pobre quanto era até poucos anos.

Quem Avisa ...

A ministra Marina Silva disse no Rio de Janeiro, que o Ibama não estava em clima de greve nem enfraquecido.
Em seguida, os delegados do Ibama de 26 estados votaram por unanimidade fazer greve nacional.
A paralisação começará na próxima segunda, dia 14, e será por tempo indeterminado.
Segundo o presidente da associação dos servidores (Asibama), Jonas Corrêa, será decidido um cronograma de manifestações contra a divisão do Ibama – principal motivo da greve.
Normalmente, quem cruza os braços nas greves gerais do Ibama são os funcionários dos principais escritórios regionais e Brasília. A turma que está no campo mantém operações de fiscalização.

10 de maio de 2007

Convênio entre Funtelpa e TV Liberal

O convênio assinado entre a Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa) e a TV Liberal deve ser anulado definitivamente nos próximos 30 dias, após a publicação de uma portaria no Diário Oficial do Estado. A conclusão é da comissão administrativa criada para apurar indícios de irregularidades no documento.

POEMA PRA TI



Pensei fazer um poema azul
como o azul do céu
que nos faz sonhar.
Pensei no verde cor do mar,
que com seus mistérios, atiça a imaginação.
Lembrei do amarelo...
somente luz eu consegui vislumbrar.
Pensei no vermelho,
côr de paixão começa falar...
Resolvi então fazer um poema branco.
Branco cheio de lúz ,
branco de harmonia,
branco da paz que sinto ao teu lado.
E...
uma pitada de lilás,
côr da minha saudade por ti.
Voltei ao verde cheio de esperança.
Esperança de um dia te tocar.
N'uma branca nuvem no azul do céu comecei a voar,
e nos verdes campos fui te encontrar.
Eu queria tanto te fazer um poema azul e te fazer sonhar!
E...
Com amor de meu amor
poder falar!

Ana Maria Brasiliense

Simpósio Internacional

O ex-governador paraense Simão Jatene, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e o ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero, serão os palestrantes do I Simpósio Internacional “Amazônia e Desenvolvimento Sustentável: Crítica, Perspectivas e Novo Modelo” (SIAM), lançado na terça-feira (8) pelo Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC) - instituição da Arquidiocese de Belém. O evento será realizado nos dias 12, 13 e 14 de junho, no seminário São Pio X, na rodovia BR-316.
Na condição de debatedores e mediadores, o SIMA reunirá no CCFC, em Ananindeua, nos dias 12, 13 e 14 de junho, um grupo de especialistas, todos de reconhecido conhecimento sobre as questões amazônicas. São eles: Lutfala Bitar - engenheiro civil, membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social; Tasso Azevedo – presidente do Serviço Florestal Brasileiro do MMA; Tito Botelho Martins - diretor executivo da Companhia Vale do Rio Doce; Mário Ribeiro – economista, professor da UFPA (Universidade Federal do Pará) e ex-presidente do Banpará; Armando Mendes – economista, professor da UFPA; Bertha Becker – professora e pesquisadora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro); Maria José Jackson Costa - socióloga, professora da UFPA; Valmir Gabriel Ortega – Secretário de Meio Ambiente do Estado do Pará; Rosalia Arteaga – ex-presidente do Equador e Secretária Geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA); Aderbal Meira Mattos – advogado e professor titular de Direito Internacional (UFPA e UNAMA); Arthur Virgílio Neto – Senador da República (PSDB-AM) e Gabriel Guerreiro – deputado estadual do Pará (PV).

Fonte: Pará Negócios

Curso para Gestores de UC

Uma parceria entre as organizações não-governamentais WWF-Brasil e o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas proporcionará a realização de cursos introdutórios voltados à capacitação de gestores de unidades de conservação (UCs) na região Norte. O primeiro curso acontecerá em Manaus, de 8 a 17 de maio, no Centro Mariápolis, contando com 25 participantes, entre membros de ONGs, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) do Amazonas e do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Mais dois cursos introdutórios serão realizados ainda neste ano, um em Rio Branco, no Acre, no mês de setembro, e outro em Santarém, no Pará, em novembro.
O principal objetivo é capacitar pessoas que possam auxiliar a consolidar as novas UCs criadas pelo Programa ARPA (Áreas Protegidas da Amazônia) - coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e implementado pelo IBAMA, em parceria com governos estaduais e municipais da Amazônia - e fortalecer a gestão das unidades existentes na Amazônia.
O curso levará aos participantes noções básicas e orientações para a gestão de unidades de conservação, integrando questões sociais e ambientais relacionadas à paisagem e ao contexto regionais. Evolução dos problemas ambientais no Brasil e na Amazônia, legislação referente a UCs e políticas públicas serão temas abordados durante os nove dias de curso.

9 de maio de 2007

Greve à Vista!

Da Folha online:

Servidores do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) de quatro Estados e do Distrito Federal aderiram à greve iniciada em Manaus (AM) na semana passada em protesto à divisão do órgão. Os funcionários de Rondônia, Paraná, Santa Catarina e Pernambuco --além do DF-- só atenderão casos de emergência.
Além da paralisação, os servidores do Distrito Federal fazem na manhã desta terça-feira uma panfletagem em frente ao Congresso Nacional. Os funcionários pretendem abordar os parlamentares para explicar a posição da categoria e pedir que votem contra a medida provisória que dividiu o Ibama. A MP começará a ser discutida ainda nesta semana no Senado.
Há duas semanas, o governo anunciou a reestruturação do Ministério do Meio Ambiente, que incluiu a divisão do Ibama. A mudança deu origem ao Instituto Chico Mendes, que ficará responsável pelas unidades de conservação da natureza e por programas de pesquisa da biodiversidade. Já o Ibama ficará responsável pela concessão das licenças ambientais.
Segundo a presidente da Asibama-DF (Associação dos Servidores do Ibama no Distrito Federal), Lindalva Cavalcanti, a divisão do Ibama representa uma "quebra" da administração da gestão ambiental, conquistada em 1989 com a criação do instituto.
"O governo vem com essa conversa de que vai fortalecer [a gestão do meio ambiente], mas na verdade vai enfraquecer. Agora, a fiscalização ambiental ficará restrita ao que o Ibama licenciar", afirmou Lindalva.
A greve deve ser mantida até quinta-feira, quando os funcionários farão uma assembléia nacional em Brasília.

Tá preta a situação dos madereiros, se esta greve se estender.

Tão Bonzinhos...

Leia no Pará Negócios a entrevista abaixo:

“A Alcoa tem quase 130 anos de operação no mundo todo, em todos os continentes e é considerada uma das três empresas mais sustentáveis do mundo. E posso garantir que não estamos cometendo nenhum crime ambiental em Juruti. Com certeza a maioria da população do município apóia o nosso projeto”. A afirmação é de Tiniti Matsumoto Jr., diretor geral de desenvolvimento da Mina de Juruti, da Alcoa, no oeste do Pará.

8 de maio de 2007

Quando Outubro Vier...

No Claudio Humberto:

Reajuste para municípios vai demorar. Está na Comissão de Constituição e Justiça o projeto de lei que reajusta em 1% o Fundo de Participação de Municípios para os prefeitos. A tramitação e a aprovação vai demorar. O governo federal quer que a medida entre em vigor por volta de agosto, mas sonha em implantá-la apenas em outubro.

Claro! Mas só vai soltar a "grana" quando vários prefeitos fidélissimos ao vil metal estiverem aportando nos partidos de apoio ao Governo.

Áreas de Preservação Ambiental e Garimpos

Segundo a CPRM (atual SGB), no Brasil existem, hoje, 587 garimpos em áreas de proteção ambiental, o que, segundo lei, não deveria ocorrer.
O cruzamento dos números foi feito à pedido da Folha pelo geólogo Cássio Roberto da Silva, do departamento de gestão territorial do SGB. Ele é o coordenador do mapa.
O documento identificou a existência de 207 garimpos em reservas indígenas, 56 em parques nacionais, 292 nas chamadas áreas especiais de proteção permanente e 32 nos vários tipos de reserva.
Apenas as áreas com metais preciosos foram consideradas na tabulação dos dados. Algumas dessas ocupações ocorreram antes de a região ter sido transformada em área de proteção ambiental.
No total, existem 1.906 ocorrências minerais nas áreas de preservação ambiental. Menos de 20% delas ainda estão intocadas, informa o SGB.
"Essa é uma das funções do projeto, mostrar onde podem ocorrer os conflitos e abrir uma discussão sobre esse problema", afirmou o pesquisador.
O produto inédito criado pelo SGB, na escala de 1:250.000.000, pretende ser uma ferramenta essencial para qualquer obra de infra-estrutura que venha a ser feita no Brasil. Ele não apenas identifica em um mesmo mapa onde estão as riquezas do subsolo brasileiro, como onde se localizam estradas, ferrovias, portos, linhas de transmissão elétrica e até os gasodutos.
O mapa exibe ainda as fragilidades e as potencialidades dos terrenos diante dos empreendimentos humanos. Isso, segundo o SGB, ajudar a credenciar o documento como um importante instrumento de ordenamento territorial.

A Força...

No Pará Negócios:

O mercado internacional foi movimentado nesta segunda-feira (7) com uma notícia que envolve duas gigantes mundiais do setor alumínio com interesses no Pará. A norte-americana Alcoa está fazendo uma oferta não-solicitada de US$ 27 bilhões pela rival canadense Alcan, além de US$ 6 bilhões de dívidas. A Alcoa está disposta a pagar US$ 58,60 por ação em dinheiro e 0,4108 de sua ação ordinária por um papel da Alcan. A Alcoa pretende dar início a essa oferta nesta terça-feira (8) e espera que a transação esteja concluída até o final de 2007. As duas empresas têm participação na Mineração Rio do Norte (MRN), que explora as minas de bauxita no rio Trombetas, em Oriximiná, no oeste do Pará - a Alcoa com 13,58% e a Alcan com 12%. E a Alcoa está implantando outro projeto de extração de bauxita em Juruti, na mesma região, que deve entrar em operação no próximo ano.

Já haviam conversando antes sobre esta união poderosa. Faltou "umtantinhoassim" prá fecharem. Mas agora parece que vai mesmo.

7 de maio de 2007

Onde tem Fumaça, tem Fogo...

O Blog do Barata anuncia que os grupos Yamada e Maiorana entraram em rota de colisão.
Tanto que nenhuma propaganda foi publicada na folha dos maiorana neste domingo e muitas na folha sobrancelhuda.

Rabo de Foguete

Na Salada Verde, de O Eco:

Na coletiva que deu na quinta-feira passada (dia 3), a ministra Marina Silva disse que em poucas horas anunciaria o nome do novo diretor de Licenciamento Ambiental do Ibama. Mas até agora ninguém sabe quem será o corajoso a assumir o pepino. Sabe-se apenas que as pessoas que Marina sondou negaram polidamente o cargo.

Há 12 dias o Ministério do Meio Ambiente anunciou sua nova estrutura e até agora apenas a nomeação do secretário-executivo João Paulo Capobianco saiu no Diário Oficial. Os outros novos secretários, nem sinal.

Quer ir prá Austrália?

Candidatos interessados em estudar na Austrália com auxílio de bolsas de estudo têm até 31 de julho de 2007 para efetuar sua candidatura no Programa Endeavour, iniciativa do Ministério de Educação, Ciências e Treinamento australiano voltada à concessão de bolsas de estudo internacionais naquele país.
As bolsas são destinadas a pesquisas de pós-graduação e pós-doutorado em uma instituição de ensino superior na Austrália e contemplam estudantes da Ásia, Europa, América do Norte, América Latina e Oriente Médio. Atualmente, há dois tipos de programa de bolsa que permitem a participação de estudantes brasileiros com inscrições abertas. São eles: o Endeavour Research Fellowships (pesquisas de curta duração) e o Endeavour International Postgraduate Research Scholarships (bolsas de pós-graduação).

Os detalhes do programa de bolsas concedido pelo governo australiano estão disponíveis no Site oficial do programa.
Para obter mais informações sobre a Austrália e seu sistema de ensino, há a possibilidade também de consulta ao portal Study in Australia, que oferece dados em português e dispõe de um sistema de busca de cursos nas 39 instituições de ensino superior australianas e um sistema de busca de bolsas de estudos disponíveis.
Outro sistema de busca de bolsas para pós-graduação na Austrália é o do Portal Jason (informações em inglês).

Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil (PPG7).

Da Agência FAPESP:

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) receberá, até 11 de junho, propostas de divulgação de resultados de pesquisas apoiadas pelo Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil (PPG7).
O PPG7 tem como finalidade o desenvolvimento de estratégias inovadoras para a proteção e o uso sustentável da Floresta Amazônica e da Mata Atlântica, associadas a melhorias na qualidade de vida das populações locais. Serão destinados R$ 640 mil, sendo que o valor máximo de cada proposta deverá ser de R$ 80 mil.
Segundo o CNPq, os projetos contemplados precisarão ter vínculo com o Subprograma de Ciência e Tecnologia (SPC&T) do PPG7. Serão apoiados ainda resultados dos grupos de pesquisa relacionados com pelo menos um dos três temas: recursos pesqueiros e organismos aquáticos, recuperação de áreas degradadas e produtos madeireiros e não-madeireiros.
Terão prioridade projetos que atendam a exigências como o respeito à diversidade étnica, cultural, biológica e ambiental da Amazônia, a divulgação de tecnologias visando ao fomento de atividades produtivas sustentáveis nas comunidades locais e a integração às políticas e ações de instituições governamentais.
Mais informações:
http://www.cnpq.br/editais/ct/2007/003.htm

Dor em Pedaços...

O Corpo de Bombeiros confirmou que o cadáver encontrado na tarde desta segunda-feira (7) na baía do Guajará é de Ubiraci Novelino.
O corpo foi reconhecido pelo deputado Alessandro Novelino, que está no barco onde se encontram as equipes de busca.
'Ci', como era conhecido, foi encontrado amarrado a um bloco de concreto e uma âncora, além de estar algemado. O corpo estava a cerca de 15 metros de profundidade.
O corpo de Uraquitã Novelino ainda não foi encontrado.

Fonte: ORM

Planejamento Territorial Participativo

Santarém sedia nesta terça-feira (08), a nona edição do Planejamento Territorial Participativo (PTP). O evento começa às 9h, no Iate Clube do município, na rua 14 de outubro, no Bairro da Liberdade. A plenária deve contar com a participação de cerca de três mil pessoas das delegações dos municípios de Alenquer, Almerim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém e Terra Santa que compõem a Região de Integração do Baixo Amazonas.

Duvido que no salão do Iate caibam essas tres mil pessoas, mas...

ATITUDE COMUM

No Blog do Jota Parente, lá de Itaituba:

Um secretário do governo Roselito Soares tem frequentado o movimentado café da manhã de Valmir Climaco, potencial candidato a prefeito, hoje o mais forte adversário do atual alcaide.Roselito já foi informado, mas não tem provas. Tão logo as tenha, certamente o infiel auxiliar deverá perder a boquita.

Deve ter tantos outros destes traíras por aí, por aqui e por lá...

PRODUTORES DE FIBRAS NATURAIS

Produtores de fibras de Santarém, Alenquer, Curuá, Óbidos, Oriximiná, e Juruti participam no período de 07 a 11 de maio de um encontro para produtores e entidades que trabalham no processo produtivo de fibras naturais.
O evento é coordenado pela PEMATEC e pela SAGRI. O objetivo é dar sustentação ao projeto de fibras naturais no Baixo Amazonas, levando às famílias esclarecimentos sobre o processo produtivo, conhecimento de novas tecnologias, além da garantia de apoio técnico e financeiro. Além dos coordenadores, participam do encontro representantes da EMBRAPA, EMATER, Banco do Brasil e do Banco da Amazônia.
A PEMATEC leva equipe completa para melhor atender os produtores, inclusive com a participação do diretor da Unidade Santarém, Alberico Pasquetto, e sócios da PEMATEC São Paulo.
Com o encontro, entidades e produtores vão definir diretrizes para a safra 2007/2008 de fibras de Juta, Malva e Curauá.

6 de maio de 2007

Alegria de uns...

Após batalha árdua contra um rival histórico (duas partidas empatadas por 2x2), o Flamengo (argh!) mostrou mais competência (sic) e liquidou o Botafogo (argh!) nos penaltis.
Tristeza do Juca, do Jeso, dos Jotas...
Alegria do CJK, do Cristovam Sena, do Guara, do Yuri...

_____________________________

Por aqui, nada mais justo que a conquista do Remo.
Mais tristeza... Rs...
Mais alegria, né? Bruno, Carmona, Everaldo Feio entre tantos outros.

5 de maio de 2007

E a Vale...

Em Geologo.com.br:

Todos sabemos que, se há alguma coisa de que não se pode acusar a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) de fazer, é pensar pequeno. E o mais novo projeto da companhia confirma isso. O seu Portal do Geólogo apurou que a Vale está se preparando para construir um dos maiores minerodutos do mundo, que fará a ligação entre o projeto Carajás e o porto de Ponta de Madeira no Maranhão - cobrindo uma distância de quase 900km. Desta forma, a empresa poderá transportar sua produção a um custo muito inferior ao do transporte ferroviário, em especial o minério de ferro moído que será peletizado no porto e embarcado. A realização desse investimento terá suas implicações: a Vale deverá optar pela não duplicação da ferrovia que cobre o percurso, e que já está no limite máximo de 70 milhões de toneladas/ano (a idéia é atingir os 140 milhões de toneladas anuais). As implicações econômicas são várias. Haverão ganhadores e perdedores...

Trata-se de um plano tão interessante quanto ambicioso, embora o seu Portal do Geólogo tenha, claro, suas ponderações. Uma idéia que a CVRD poderia considerar é a implantação de uma siderúrgica no Pará, próxima à usina hidrelétrica de Tucuruí; isto faria com que a mineradora transportasse aço e ferro ao invés de minério - que, lembre-se, tem quase 30% de lixo. A construção, assim, baratearia o custo e adicionaria valor ao produto a ser transportado. Entretanto, tal idéia parece passar longe da Vale, que ao invés disso considera a construção, em parceria com a Baosteel, de uma siderúrgica no Maranhão, a toda essa distância de Carajás...

Minha Cachaça!

No começo costumava, com grande frequencia tomar um gole de minha cachacinha todos os dias. Tornou-se um hábito salutar e, discordantemente, um vício incurável por um longo tempo.
A cada vez que me deliciava com um gole daquele elixir sentia-me mágico.
De repente, contra a vontade tive que me afastar deste copo por alguns dias. Foi uma angústia terrível que enfrentei. Teimava em ficar lembrando, com saudade, daquele copo e sentia falta ardorosa de sua maciez, de seu sabor. Como doía a sua ausência!
De repente retornei ao copo e à cachaça.
Mas não demonstrei o entusiasmo peculiar daqueles que retornam ao prazer de um sabor.
E o copo, que vivia cheio começou a esvaziar e não enchia mais com a mesma vontade, nem reclamava da ausência. Fui ficando, mesmo de perto, ausente.
Comecei a me aborrecer comigo mesmo e descontava na cachaça, maltratando-a sem dar a atenção devida, sem me saciar com seu sabor diferente, sem demonstrar o prazer que a mesma me fazia sentir.
Esquecia de eleogiá-la, de mostrar interesse, de observá-la de forma diferente, de demonstrar vontade de segurá-la nas mãos e não deixar escapar.
Assim, eu mesmo fiz com que a cachaça tão gostosa escapasse entre meus dedos e se esvaisse paulatinamente.
Agora não tenho mais a minha cachaça e estou sedento dela.
Será que encontrarei outra para me dar o mesmo prazer?