Geologia e Ambiental

29 de junho de 2007

Já Distribuindo as cartas

Segundo Jota Parente, o desfile de equipamentos de pavimentação e caçambas pelas ruas de Itaituba, hoje pela manhã, foi uma das cartas da manga do prefeito para tentar calar a revolta da população pelo descaso com as ruas de Itaituba.Custa a bagatela de R$222 mil/mês.
Também hoje, o prefeito mostrou a cara nas diversas emissoras de TV locais mostrando os seus trabalhos e ações no município.
Como disse antes, já está na rua a campanha para a prefeitura em 2008.

Muita Lábia

Segundo o site O Eco, no espaço Salada Verde, Gerard Buffières, presidente mundial da Imerys, multinacional que explora caulim no município de Barcarena, a 35 quilômetros de Belém, desembarca hoje na capital paraense para tentar convencer as autoridades de meio ambiente do estado a rever a ordem de paralisar os trabalhos da empresa.
Ela foi fechada há 15 dias por causa de um vazamento em uma das três lagoas onde são depositados os seus resíduos industriais que obrigou a evacuação de 2 mil e 500. Além de muita lábia, o chefão da Imerys vai precisar pedir milhões de desculpas e apresentar um plano concreto para o enquadramento ambiental de sua operação em Barcarena. O desastre ambiental que ela causou era previsível.

Em março, técnicos do governo estadual avisaram a Imerys que uma de suas lagoas de rejeitos tinha uma infiltração com toda a pinta de que ia virar um buraco. A empresa tergiversou. Dois meses depois, o conteúdo da lagoa vazou. Consertar os efeitos do desastre não é o único problema da Imerys. A secretaria de meio ambiente do Pará estima que a sua atual capacidade de depósito de rejeito está exaurida e precisará ser ampliada. Por essa razão, tudo indica que tão cedo a empresa não volta a funcionar.
Aliás, no site da Imerys não há qualquer menção ao desastre de Barcarena. Em compensação, ele é pródigo em loas à adesão da empresa aos preceitos do desenvolvimento sustentável, como aliás puderam comprovar os evacuados de Barcarena

Mais Problemas para a Alcoa

Membros do Instituto de Terras do Pará (Iterpa) vão à Juruti no dia 3 de julho com a missão de avaliar os problemas envolvendo as comunidades do Projeto Agroextrativista (PAE) de Juruti Velho e a Alcoa. A companhia possui um projeto de extração de bauxita na região e é acusada de invadir e desmatar partes do assentamento.
Em audiências públicas realizadas nos dias 2 e 3 de maio, com a presença de representantes da mineradora e dos Ministérios Públicos Estadual e Federal, o engenheiro agrônomo Marcial Cano Mota, do Incra de Santarém, solicitou oficialmente aos Ministérios Públicos a suspensão da licença de instalação da Alcoa, após analisar os impactos causados no PAE.

Samba de Crioulo Doido

Não é prá explicar, nem prá entender mas a criação do Instituto Chico Mendes já está sendo uma Salada Verde. Leiam abaixo e tentem entender. Tudo começa com uma portaria de nomeação:

PORTARIA No- 772, DE 25 DE JUNHO DE 2007

O Presidente Substituto do INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE, no uso das atribuições que lhe conferem o item VII, do art. 19, do anexo I ao Decreto nº 6.100, de 26 de abril de 2007, que aprova a Estrutura Regimental do IBAMA, publicado no Diário Oficial da União de 27 de abril de 2007, processo nº 02022.001921/2005-80, resolve:

Art.1º - Delegar competência ao Superintendente do IBAMA no Estado do Rio de Janeiro, Rogério Rocco, para manifestar anuência ambiental visando dar continuidade às obras de eletrificação rural nos municípios de Paraty e Angra dos Reis, constantes do Programa Luz para Todos, no referido Estado;

Art. 2º – E esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação revogada as disposições em contrário.

JOÃO PAULO RIBEIRO CAPOBIANCO

O chefe interino do Instituto Chico Mendes (Chibio), que oficialmente ainda não existe porque sua criação por Medida Provisória ainda não foi apreciada pelo Congresso, nomeou um funcionário do Ibama para dar licença ambiental para a instalação de linhões de eletricidade que passarão por Unidades de Conservação no Sul do Estado do Rio.
O Chibio, apesar do seu atual estado latente de existência, pode até reclamar jurisdição sobre Unidades de Conservação. Mas Rogério Rocco, além de ser do Ibama, nem lotado está na diretoria de licenciamento do órgão, responsável legal sobre o licenciamentto ambiental de obras de infra-estrutura. A história é definitivamente confusa e muito estranha.

Deu prá entender como é confuso este governo e seus apêndices?

Laudo Comprometedor para a Imerys

Informa o Pará Negócios:

A falta de um plano de monitoramento sistemático da bacia de contenção pode ter contribuído para o vazamento do caulim ocorrido há pouco mais de suas semanas na unidade de produção de Imerys Rio Capim Caulim, em Barcarena, no Pará. É o que consta do laudo pericial do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, entregue nesta quinta-feira (28) à Delegacia Estadual de Meio Ambiente (Dema) para ser incorporado ao inquérito que apura o desastre. O laudo confirmou que uma infiltração na parte interna da bacia de número três causou o vazamento entre as bacias de contenção de resíduos dois e três. O perito criminal, Dorival Pinheiro explicou que um canal de percolação ocasionou o vazamento no tanque. 'A formação do canal ocorreu devido a acomodações diferenciadas entre as bacias dois e três, o que fragilizou o solo', esclareceu. Segundo o perito, com o plano de monitoramento seria possível identificar problemas que podem acontecer ao longo dos anos. O laudo aponta ainda que a empresa deveria ter um plano emergencial, porque as bacias de contenção estão localizadas próximas a comunidades, que acabaram tendo que ser retiradas de suas casas emergencialmente.

Itaituba: Guerra Suja Vai Começando!

A campanha política para a prefeitura local (Itaituba) já está, implicitamente, nas ruas e nos blogs locais.
Uns apoiam abertamente o atual prefeito, outros, mais comedidos dão apoio ao candidato Valmir Climaco de Aguiar.
Fora isso, existem protestos abertos para asfaltamento das ruas e desculpas do prefeito, que culpa a administração anterior pelo sucateamento dos equipamentos, além de ações estapafúrdias do comandante do 53º BIS e do Comando da Polícia Militar.

27 de junho de 2007

Jogo de Cena

No Blog do Val-Mutran uma crônica do professor Denis Lerrer Rosenfield sobre a palhaçada do Governo Lula e o MST:

"Não se iluda. O suposto rompimento do MST com o governo Lula é mero jogo de cena. Se não fosse, o financiamento dessa organização política seria cortado, a lei relativa à não-desapropriação das terras invadidas seria cumprida e o Incra e a Funai seriam desaparelhados. Enquanto isso não ocorrer, trata-se apenas de desavenças internas, próprias de um casamento cujos cônjuges têm uma visão diferente no que diz respeito à radicalização do processo político. Nada que conduza a um divórcio".

Leia o restante aqui.

Surprêsa!

Soube que uma equipe do IBAMA numa turnê aérea de helicóptero visitou um garimpo na região do Jamanxin, na Floresta Nacional de Jamanxin.
Segundo relato de um dos moradores perguntaram se alguém queria fazer uma denúncia por lá sobre os trabalhos ou outras irregularidades correntes. Ninguém se manifestou. Pelo menos por enquanto.
Pelo menos sabemos que há uma ação dos fiscais ambientais.
Mas porque tão rápida? Esta vistoria não merecia uma checagem completa para saber se realmente há problemas ambientais por lá?
Conhecendo a área posso relatar que existe assoreamento dos igarapés, derrubada de árvores proibidas, extinção de vida animal e muitos outros acintososcrimes ambientais.
Só podemos concluir que falta seriedade nestas vistorias.

Parceria Legal

No site do Pará Negócios, uma demonstração de que a mineração é o melhor caminho para a conservação da biodiversidade:

"Manter um corredor de floresta de cerca de 10 milhões de hectares numa das regiões mais ricas em biodiversidade da Amazônia, para evitar que se repita no entorno do projeto da mina de bauxita da Alcoa em Juruti, no oeste do Pará, o ocorrido em outras áreas de mineração no Estado, nas quais a atividade acabou atraindo frentes de desmatamento. Esse é o principal objetivo do programa lançado nesta terça-feira em Belém pela organização ambientalista Conservação Internacional (CI-Brasil), em parceria com a Alcoa. O Programa de Apoio à Conservação da Biodiversidade da Amazônia vai aplicar R$ 2 milhões nos próximos dois anos para consolidar um parque nacional e outras três unidades de conservação localizadas entre os rios Tapajós, no sudoeste paraense, e o Madeira, no sudeste amazonense - o Parque Nacional da Amazônia, as Florestas Nacionais Pau-Rosa e Amanã e a Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns. Essas unidades, que ocupam quase três milhões de hectares, são a base do corredor de biodiversidade que poderá chegar a 10 milhões de hectares e que inclui ainda uma unidade estadual no Amazonas e uma terra indígena entre os dois estados. É uma região com uma biodiversidade rica, que inclui espécies ameaçadas de extinção.

Leia mais aqui.

26 de junho de 2007

VETADO!

Perigo no Trânsito

Tá certo que eles querem ganhar uns trocados, mas não há necessidade de arriscar as suas vidas e a de outros munícipes.
Falo dos artistas mambembes que ficam nos cruzamentos de principais avenidas mostrando uma arte rudimentar perigosa com os inflamáveis.
Ainda não aconteceu (pelo menos não foi divulgado) nenhum acidente sério, mas não custa reprimir e ter cautela.

25 de junho de 2007

Bom Dia, Amazônia!

Tudo começa com esta saudação.
O resto do dia vai esquentando (mesmo no Sul, onde começou com um frio de lascar) e os controladores de vôo continuam na sacanagem de sempre.
Aqui, nesta região linda e quente do País tudo vai se alinhando na área mais disputada do planeta: a mineração artesanal e profissional.
As notícias vão chegando aos poucos.
Logo mais já estarão no blog.

23 de junho de 2007

Desmatamento Zero = Problemas Minerais

No Econnet:

Já chegou aos ouvidos da governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, a proposta para que o estado seja mais um aliado no pacto do desmatamento zero da Amazônia. A idéia que está sendo arquitetada por organizações não-governamentais já conseguiu como aliados governadores de peso na região. Começou com Eduardo Braga, do Amazonas, e Binho Marques, do Acre, e recentemente entrou em jogo ninguém menos do que o governador do Mato Grosso, Blairo Maggi.

Ana Júlia mostrou-se interessada no pacto pelo desmatamento zero, mas impôs uma condição: só entra nessa se as "complexidades" do Pará forem consideradas. Em outras palavras, antes de falar em degradação nula, o estado precisa regularizar todo seu passivo fundiário e ambiental. Cerca de 35% das terras paraenses estão na ilegalidade.Os proponentes do pacto sugeriram que se inicie um plano conjunto para licenciamento das propriedades rurais e regularização fundiária.
Tem alguma coisa de podre no reino mineral. Quase todas as empresas, excluindo a Vale estão se vendo em problemas.
No site Pará Negócios uma notícia sobre a Imerys:

"Em julho do ano passado a Imerys, líder mundial na produção de pigmentos brancos, anunciava que estava partindo para a redução de suas atividades na Grã-Bretanha para reforçar sua presença no Brasil, no município paraense de Barcarena, às proximidades de Belém, com a sua unidade de produção de caulim, a Imerys Rio Capim Caulim. A empresa iria transferir parte da secular produção de caulim - matéria-prima da indústria de papéis - no velho continente para Barcarena, que teria sua produção ampliada".

Leia mais aqui.

22 de junho de 2007

22 de Junho

Triste data prá nós.
Hoje lembramos que há 4 anos atrás se recolhia ao reino dos mortos a minha mãe.
Saudades de todos nós, D. Edith!

Informa o Diário do Pará:

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou ontem, por medida cautelar, que o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), suspenda licitação para contratação de empresa para execução de serviços de conservação e recuperação da BR-163/PA, por suspeitas de irregularidades.
As obras da rodovia foram orçadas em R$ 44.516.944,70. De acordo com o ministro Ubiratan Aguiar, relator do processo, há indícios de restrição ao caráter competitivo da licitação, o que pode ocasionar prejuízo ao erário.
O tribunal determinou audiência do diretor-geral do Dnit, para que se manifeste sobre as irregularidades dentro do prazo de 15 dias. A licitação ficará suspensa até que o tribunal decida sobre o assunto.

Leia o documento na íntegra aqui.

21 de junho de 2007

Vamos Aguardar com Cautela

Mais de 70 prefeitos paraenses prestigiaram a cerimônia de abertura do 1º Seminário de Planejamento do Desenvolvimento Territorial do Estado do Pará na noite desta quarta-feira (20). No primeiro dia do evento, o secretário de integração regional, André Farias, apresentou aos gestores municipais o Pacto de Integração Estadual, que prevê uma série de instrumentos para o desenvolvimento das regiões do Estado.

Revolta Portuguesa. Com Certeza!

Demitam-se depressa

19.06.2007, Santana Castilho

Acuso os corações gelados que roubaram a uma colega a dignidade de morrer na paz possível e grito o que me vai na alma
1. O Tribunal Constitucional, em acórdão da semana passada, declarou inconstitucionais as trapalhadas de Valter Lemos, que propiciaram a repetição de exames do 12.º ano. Olimpicamente, contra tudo e contra todos, a ministra sustentou a tese do seu secretário de Estado. Foi cilindrada na Assembleia da República, onde ouviu até uma acusação de falta de dignidade intelectual. Em artigo que aqui escrevi em 31 de Julho de 2006, demonstrei a arrogância, o autismo e a incompetência com que o processo foi conduzido e previ as batalhas judiciais que se seguiram. Ao que julgo, foram 10 decisões dos tribunais sempre desfavoráveis ao Ministério da Educação, embora sistematicamente recorridas, que antecederam este acórdão. É impossível corrigir o mal feito. Não temos meio de ressarcir os 10.000 alunos prejudicados. Mas, em nome da dignidade do Estado de Direito, recomendo aos tristes protagonistas: demitam-se depressa!
2. Viram o mesmo que eu vi, não correram mais que escassas semanas? O primeiro-ministro, braço desnudo e garrotado oferecido à pica, a inscrever-se como dador de medula?
Leram o mesmo que eu li? Manuela Estanqueiro, professora, 63 anos de idade, 30 de serviço, morreu em sofrimento evitável, uma semana depois de um comité de burocratas a ter coagido a regressar às aulas, ela que tinha uma leucemia certificada por junta médica e que, triste fado o seu, nenhum transplante de medula pôde salvar?
Achei acabrunhante a ideia de se convocarem as televisões para propagandear um acto de Sócrates, que deveria ter ficado protegido pela discrição. Todavia, concedo que a decadência moral desta sociedade seja mobilizável por tais iniciativas. Por isso me calei. Mas agora acuso os corações gelados que roubaram a uma colega a dignidade de morrer na paz possível e grito o que me vai na alma. Por uma questão de coerência e para acreditar que foi genuíno o interesse do primeiro-ministro pelos que a leucemia condena, seria preciso que ele, ou alguém a seu mando, se tivesse já apressado a mandar apurar por que assim se fez com a defunta professora e convocado de novo as televisões para nos garantir que assim não se voltará a fazer. Este silêncio dá-me náuseas. Maquiavel tinha razão: na política não há moral!
3. "Pela primeira vez, o país associará os resultados não apenas à performance dos alunos, mas também ao trabalho das escolas e dos professores, para o melhor e para o pior". Assim falou a ministra da Educação, a propósito dos resultados que o exame de Matemática do 9.º ano dite e referindo-se ao Plano da Matemática. Esta frase é um assassino disparate. Disparate, porque traduz uma visão epidérmica que não se permite a uma ministra da Educação.
Com efeito, ninguém de bom senso pedagógico espera que escassos meses de trabalho removam problemas de décadas ou pretende que os exames, sendo importantes, dêem fé de tudo o que é relevante. Assassino, porque descarrega sobre a escola e sobre os professores o todo de uma responsabilidade que é partilhada por muitos outros, a começar pela própria ministra. Com efeito, à massiva disponibilidade voluntária dos professores e das escolas não respondeu o Ministério da Educação com o que lhe competia. Porque o ano lectivo começou sem que os planos apresentados pelas escolas estivessem aprovados. Porque os professores acompanhantes só em Janeiro de 2007 estavam recrutados. Porque os financiamentos, para além de diferirem do que as escolas orçamentaram, pingaram parte em Dezembro e o outra parte com Abril entrado. Porque, em muitos casos, requisitos pedagógicos e científicos necessários só foram disponibilizados no terceiro período lectivo. Porque, como a ministra bem sabe, além daquela a que se referiu, há outras medidas que nem sequer saíram do imobilismo dos papéis. O Plano da Matemática tem um órgão de acompanhamento, do qual fazia parte a APM (Associação de Professores de Matemática). Porque esta associação disse em público mais ou menos o que acima afirmei, diligente funcionário superior teve a inferior iniciativa de indicar à APM a porta de saída.
Bem doutrinou Bush: "Quem não está conosco está contra nós".

No blog do João Paulo Soares http://bioterra.blogspot.com a demosntração da revolta de um professor de ensino superior com as diatribes dos dirigentes maiores.

Palhaçada no Senado

Pode botar o nariz de palhaço:

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou duramente a imprensa em discurso no plenário na quarta-feira (20/06) em homenagem aos 70 anos do grupo Bandeirantes. "Sem a responsabilidade, abre-se espaço para o excesso, para a pirotecnia, tudo isso em desfavor das instituições e a bem do sensacionalismo, mazela que, cada vez mais, é banida dos valores das sociedades evoluídas", disse.
O senador está envolvido em denúncias de corrupção que são extensamente cobertas pela imprensa. Renan teria supostamente recebido ajuda financeira de um lobista para pagar pensão à jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha de três anos. O presidente do Senado declarou que “liberdade de imprensa exige equilíbrio, serenidade, ética e responsabilidade”.

Poucos senadores estiveram na sessão, já que a maioria estava ocupada justamente na votação do relatório que pede arquivamento do processo contra Renan.

Que Papelão, Imerys Rio Capim

Informa O Liberal, em o Eco Debate:

Estudos do Instituto Evandro Chagas (IEC) apontam que o vazamento de caulim da bacia 3 da fábrica da Imerys Rio Capim e os rejeitos despejados nos últimos anos nas bacias e lençóis freáticos de Vila do Conde, em Barcarena, contamiram e praticamente destruíram a vida nos igarapés Curuperé e Dendê. 'Há um impacto muito grande por causa dos efluentes ácidos jogados diretamente nos igarapés.

Em alguns pontos, o Ph da água chega a 2,5, nível em que nenhum microorganimo sobrevive. O Curuperé e o Dendê podem ser considerados igarapés mortos', afirma o pesquisador Marcelo Lima, do Laboratório de Toxicologia do Evandro Chagas.

Encontro entre Interessados

Comunidades ribeirinhas e quilombolas dos municípios de Oriximiná, Terra Santa e Faro, no oeste do Pará, estarão participando neste sábado (23/06/2007) do segundo encontro sobre responsabilidade que será promovido em Porto Trombetas pela Mineração Rio do Norte (MRN), que desde 1979 extrai bauxita de suas minas às margens do rio Trombetas.
Serão mostradas ações da empresa em 11 projetos nas áreas de meio ambiente, educação, saúde, segurança e desenvolvimento auto-sustentável.

No Congresso de Comunicação

Uma caravana com cerca de 15 estudantes de comunicação dos cursos de graduação e tecnológicos da área de Comunicação Social de duas faculdades de Santarém (IESPES e FIT), participa desde ontem do VI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Norte - Intercom Norte 2007, que tem como tema principal "Comunicação na Amazônia: do oral ao digital". A caravana é comandada pelos coordenadores dos dois cursos de graduação existentes em Santarém, Manuel Dutra (IESPES) e Nair Lima (FIT).

A informação é do Cidade Mídia.

20 de junho de 2007

Turbulência

Quando me recebi o aviso de que estaria indo a Manaus resolver umas pendengas de meu cliente achei que seria uma viagem maravilhosa.
Mas logo em seguida veio o anúncio de que os controladores de vôo estariam efetuando uma operação padrão.
Tremi na base. Imaginei passar algumas horas no aeroporto, dormindo em cima da bagagem, esperando que a boa vontade deles se efetivasse.
Mas, logo que cheguei ao aeroporto passou o susto: o Vôo estava no devido horário!
Quer dizer até Santarém foi tudo bem.
Lá fomos avisados de que o Cindacta de Manaus não havia liberado a aeronave para decolgaem.
Ficamos alguns bons minutos dentro do avião esperando a boa vontade destes operadores.
Imaginei com estaria no resto do País!
Pobre país!

19 de junho de 2007

Pago prá Ver!

Da Agência Pará:

O Incra vai disponibilizar cerca de R$ 19 milhões em recursos próprios para a aquisição de máquinas pesadas a fim de montar patrulhas mecanizadas que irão atuar em rodovias, vicinais e travessões dos municípios do interior na região da Transamazônica e Calha Norte. Essa decisão foi tomada durante o Seminário de Infra-estrutura do Pará realizado em Santarém hoje (19), no Auditório da Faculdade Integrada do Tapajós (FIT), com a presença do superintendente do Incra na região, Pedro Aquino, do secretário Estadual de Transportes, Valdir Ganzer, do vice governador do Estado, Odair Corrêa, e mais de duas dezenas de prefeitos e lideranças rurais e políticas.

O seminário foi pautado por intensas discussões ligadas à infra-estrutura das regiões. A proposta é uma grande união de esforços entre os poderes federal, estadual e municipal no sentido de se buscar soluções para problemas comuns.

A questão dos programas de assentamento e desenvolvimento sustentável foram os temas mais discutidos em razão das enormes dificuldades que os colonos têm em escoar a produção rural. Os agricultores perdem produções inteiras de banana, cupuaçu, grãos, em razão da dificuldade de realizar o transporte desses produtos pelas vicinais.

Informa o Val-Mutran:

Está previsto para amanhã (20/06), em votação no Plenário da Câmara dos Deputados, o nome que irá ocupar a última vaga a ser preenchida no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e no Conselho Nacional do Ministério Público.

Ontem, numa decisão do Supremo Tribunal Federal em liminar atendendo à Mandado de Segurança impetrado pelo Partido Progressista (PP) contra o presidente da Câmara dos Deputados determinou a exclusão de promotores como candidatos à vaga de cidadão à única vaga no CNMP como candidato, ou seja, os promotores que haviam sido indicados pelas lideranças partidárias como candidatos, estão impedidos de participar do pleito.

A expectativa é grande, mas estamos torcendo pelo Helenilson, é claro!

Casa Nova?

O vice-governador foi aconselhado a procurar o ninho do PMDB.
Segundo a fonte, esta seria a única forma de assumir o governo do estado quando Ana Júlia viajar.
Dúvidas?
Claro que sim.
Afinal os cardeais do PT ou ex-PT iriam deixar isto acontecer?
Basta lembrar que quando Ana Júlia era vice-prefeita e assumiu a governança assinou decretos que iam de encontro à vontade de Edmilson Rodrigues. O mesmo voltou e desfez tudo. E a atual governadora nunca mais assumiu a prefeitura.
Será que eles iriam correr este risco atualmente?
De qualquer maneira, o vice tem que escolher uma nova casa. Afinal, esta em que está tá fechando as portas, janelas e até a geladeira prá ele.

18 de junho de 2007

Falsos Planos

Antonio Herman Benjamin, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), disse ao fim de sua palestra no 5º Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, em Foz do Iguaçu, que o governo Lula está negociando questões muito sensíveis com o Congresso para tentar aprovar a Medida Provisória 366, que divide o Ibama em dois.
Entre elas, está a revogação do dispositivo que penaliza criminalmente com cadeia e multa os responsáveis pela elaboração de estudos de impacto ambientais fraudulentos.

Cool Earth?

Nas últimas semanas, teve grande destaque a iniciativa da organização não-governamental britânica "Cool Earth" que estaria angariando fundos para a compra de lotes de território na Amazônia com o objetivo de diminuir a emissão de CO2 fruto do desmatamento da região. Segundo informações disponibilizadas pela própria entidade, esses lotes estariam localizados na região do Parque Estadual Cristalino I e II, no Mato Grosso, e o trabalho na região seria feito com a ajuda da ONG "Fauna and Flora International".
Entidades que trabalham na região afirmam não ter conhecimento sobre a iniciativa e que, naquela região especificamente, não há como ocorrer compra ou venda de terrenos.

POEMA FEMININO

Recebi via email, com a recomendação de enviar para as mulheres que precisam rir e/ou para homens que possam lidar com essa realidade:

Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio viado?

Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?

Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada
Ou para trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis, por ansiedade,
Uma alface, no almoço, por vaidade
Ou, um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber,
A barriga para emagrecer
Ou um ursinho para não enlouquecer?

Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Que "dele" não lembra nem o nome?

Só as mulheres para entenderem o significado deste poema!
Estamos em uma época em que:
'Homem dando sopa, é apenas um homem distribuindo alimento aos pobres.'
'Pior do que nunca achar o homem certo é viver pra sempre com o homem errado.
'Mais vale um cara feio com você do que dois lindos se beijando.'
'Se todo homem é igual, porque a gente escolhe tanto???
'Príncipe encantado que nada... Bom mesmo é o lobo-mau!!
Que te ouve melhor...
Que te vê melhor...
E ainda te come!!!

Confirmado!

Eduardo Azevedo vai ser do PMDB.
O empresário e pré-candidato em Itaituba, Walmir Climaco de Aguiar acompanhou-o para ultimar os detalhes de sua filiação ao Partido.
Eduardo vai disputar a prefeitura de Jacareacanga novamente.

Quem Sabe...

Quem sabe se o amanhã é azul, verde ou rosa?
Colorido ou incolor será sempre o amanhã.
Sempre trazendo boas novas para seus amanhecidos ou amanhecendos.
Boa semana a todos e em especial prá você!
Na Coluna do Estado:

Maquiagem

Depois que este jornal publicou que a agenda de inaugurações do aniversário de Santarém estava atrasada devido às obras não terem sido concluídas a tempo, a prefeita Maria do Carmo se mexeu. Não, ela não mandou acelerar as obras. Mas fez uma maquiagem na agenda, colocando na pauta a inauguração de obras concluídas no ano passado, como a pavimentação de um trecho da Avenida Rui Barbosa. Com isso conseguiu adiantar o início das inaugurações em quatro dias, abrindo a agenda dia 16 e não dia 20, como ela mesmo havia informado.

E o povo continua sendo enganado?

Uma Canção de Liberdade às Mineradoras

Paulo Leandro Leal publica uma ode sobre a mineração no Oeste do Pará.
Apesar de não concordar com suas observações é perfeitamente compreensível sua revolta em verificar que existem ações esdrúxulas no MPE e nas lideranças anti-minerações em Juruti.

16 de junho de 2007

No Quinta...

72% Não Querem a Reeleição de Maria

No Estado do Tapajós, edição de hoje, que já corre nas ruas de Santarém.
A matéria é do repórter Paulo Leandro Leal.
A grande maioria da população do município de Santarém (72,2%) diz não à reeleição da prefeita Maria do Carmo Martins Lima (PT).
Este é o resultado da primeira pesquisa realizada pelo Instituto Perspectiva, encomendado pelo jornal O Estado do Tapajós. A pesquisa, realizada entre os dias 5 e 7 de junho, entrevistou 400 moradores de todos os bairros da cidade e também da zona rural, com margem de erro de 2,5% para mais ou para menos.
Perguntada se a prefeita Maria do Carmo deve ser reeleita, apenas 13,7% dos entrevistados responderam que sim, contra 72,2% que disseram não. 6,7% se disseram indiferentes e 7,4% não souberam responder à pergunta.
Se a eleição para a prefeitura de Santarém fosse hoje, a prefeita Maria do Carmo perderia a disputa qualquer que fosse o cenário de candidaturas.
É o que revela a pesquisa Perspectiva/O Estado do Tapajós.
Tanto na pesquisa espontânea - aquela em que o eleitor responde em quem votaria sem que lhe seja apresentados nomes - quanto na estimulada - na qual é apresentada uma lista de candidatos - Maria perde feio.
O candidato com melhores chances é o ex-prefeito e agora deputado federal Lira Maia, principal adversário político de Maria do Carmo.No primeiro cenário estimulado pelo Instituto Perspectiva o deputado Lira Maia não aparece como candidato.
O deputado estadual Alexandre Von venceria as eleições com 38,5% dos votos. Em segundo aparece o também deputado estadual Antonio Rocha, com 15,7% das intenções de voto. Só depois surge a prefeita Maria do Carmo, com apenas 14,7% das intenções de voto. Ainda nesta simulação aparece o médico Erick jenings, com 4,7%, o advogado Helenilson Pontes, com 2,3% e o vice-prefeito Delano Riker, com 0,7% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 8,7% e não souberam responder 14,7% dos entrevistados.
A segunda simulação de cenário traz como candidato o deputado Lira Maia, disputando diretamente com a prefeita Maria do Carmo e sem o deputado Antonio Rocha no páreo. Segundo a pesquisa, se as eleições fossem hoje o ex-prefeito teria 59,2% das intenções de voto, vencendo com folga a prefeita Maria do Carmo, que teria 15,4% dos votos. O advogado Helenilson Pontes teria 6,0% das intenções de voto e o vice-prefeito Delano Riker 2,0%. Outros 4,6% disseram que votariam em branco ou nulo e 12,7% não souberam ou não quiseram responder.
---------
O blog tem informações que o grupo dos Martins, Everaldinho Beiçola à frente, também teria uma pesquisa nas mãos. Poderiam cuidar de informá-la aos eleitores santarenos. O Quinta Emenda publicaria com todo prazer.

Aqui também poderíamos saber o resultado de dois anos de besteiras e trambiques, segundo a pesquisa de Everaldo Martins Filho (ainda bem que o pai não lê mais estes posts).

Problemas à Vista

Segundo um quadro traça do pelo Sindiferpa, o setor de ferro-gusa no Pará, que ano passado exportou o equivalente a US$ 480 milhões, está reduzindo de maneira significativa sua produção porque ainda não conseguiu encontrar uma alternativa para alimentar de maneira sustentável seus alto-fornos até 2015, quando espera atingir uma produção de carvão vegetal a partir de plantios de eucalipto suficiente para atender a demanda das siderúrgicas implantadas no distrito industrial de Marabá.
A área plantada com eucalipto hoje chega a 60.900 hectares e há necessidade de mais 143 mil hectares para chegar à área prevista de 203.900 hectares.

Quem não planta, não colhe!

Investiram no PT esperando uma revolução no manejo florestal. Realmente foi feita, mas para coibir abusos e derrocar futuras organizações poderosíssimas nas áreas políticas e empresariais.

15 de junho de 2007

Madeireiros...

No início desta semana, fiscais do Ibama que lacraram madeireiras e identificaram garimpos ilegais em Paranaíta, no norte de Mato Grosso, foram hostilizados e impedidos de sair da Câmara de Vereadores da cidade por dois dias.
Os manifestantes eram políticos e donos de madeireiras que se diziam dentro da lei.
Depois da garantia de que uma reunião seria marcada em Cuiabá com o Ministério Público Federal e representantes do governo estadual, os fiscais conseguiram deixar a cidade.

Hoje!

Em Marabá, a discussão sobre a criação dos estados do Tapajós e Carajás.
Imperdível para aqueles que necessitam de crescimento.
Será que o vice-governador vai estar lá?

Quem é Melhor?

Em O Liberal, diariamente está ocorrendo uma troca de defesas e ataques entre o leitor/eleitor José Antonio dos Reis e o Diretor da Secretaria Executiva da Governadoria, João Jorge Amorim de Nascimento.

Um defende os desmandos e sinecuras de Almir/Jatene e o segundo as da atual governadora.

Bom. Mal. Acho que evitar as sacanagens com o povo seria de bom alvitre.

Do PeTista

Um cidadão entra numa Delegacia em Brasília e diz ao delegado:
- Vim entregar-me, cometi um crime e desde então não consigo viver em paz.
- Fique calmo... o que o senhor fez!?
- Atropelei um petista na estrada de Taguatinga.
- Ora meu amigo, como o senhor pode se culpar se esses petistas atravessamas ruas e as estradas a todo o momento?
- Mas ele estava no acostamento!
- Sinal que iria atravessar...!!! Se não fosse o senhor seria outro qualquer.
- Mas não tive sequer coragem de avisar a família dele!
- Meu amigo, se o senhor tivesse avisado haveria manifestação de repúdio,passeatas com apoio da CUT, MST, pancadaria e morreria muito mais gente;então o senhor fez muito bem, portou-se como um pacifista.
- Mas doutor, eu enterrei o pobre homem ali mesmo, na beira da estrada!
- O senhor realmente me parece uma pessoa de bem. Enterrar um petista épostura de benfeitor. Outro qualquer o abandonaria ali mesmo para sercomido por urubus.
- Mas enquanto eu o enterrava, ele gritava : Estou vivo, estou vivo!
- Tudo mentira, esses petistas mentem muito...

E você? Já enterrou seu petista hoje? Não??? Então faça um boa ação agora!

Começar de Novo...

Quarenta e oito pessoas acusadas de roubar madeira e explorar os recursos naturais do Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso, serão julgadas pela prática de estelionato, falsidade ideológica, crimes ambientais, furto, receptação e formação de quadrilha. Entre os acusados está o diretor de Florestas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Antônio Carlos Hummel.
A Justiça Federal de Mato Grosso acatou, no dia 12, a denúncia do Ministério Público Federal no Mato Grosso. Essas pessoas foram investigadas pela Polícia Federal na Operação Mapinguari, realizada em maio. Na época, dos 48 suspeitos, 31 foram presos. Seis deles, lideranças indígenas da etnia Trumai.

Que Situação!

A Imerys Rio Capim foi responsável pela poluição dos igarapés Curuperé e Dendê, até chegar ao rio Pará.
Um desastre ambiental.
Talvez falta de monitoramento da empresa e da SECTAM.
E o município onde entra nisso?
Um inquérito policial está em andamento.
Cade o MP???????????

******************************************************************
Atualizado em 15/06/2007:
Em O Liberal já tem duas páginas falando sobre o desastre.
Da defesa da empresa em relação ao desastre à justificativa da SECTAM sobre as bacias de deposição.
E a população que ficou refém do desastre.

14 de junho de 2007

Prá Relaxar...

Um homem de 85 anos estava fazendo seu check-up anual.
O médico perguntou como ele estava se sentindo:
- Nunca me senti tão bem - respondeu o velho. Minha nova esposa tem 18 anos e está grávida, esperando um filho meu. Qual a sua opinião a respeito doutor?
O médico refletiu por um momento e disse:
- Deixe-me contar-lhe uma estória: eu conheço um cara que era um caçador fanático, nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila em vez da arma. Quando estava na floresta, um urso repentinamente apareceu na sua frente. Ele sacou o guarda-chuva da mochila, apontou para o urso e...BANG.............. o urso caiu morto.
- HA! HA! HA! Isto é impossível - disse o velhinho - algum outro caçador deve ter atirado no urso.
- Exatamente. Foi o que o médico concluiu.

12 de junho de 2007

O Ogro e o Príncipe Encantado

Não quero ser um Príncipe Encantado!
Prá ninguém.
Acho que o Príncipe Encantado é um logro emocional, que deve ser evitado constantemente por todos os que estão ou pretendem ficar apaixonados.
Como alguém deveria enganar sua cara metade mais importante com emoções, atos e omissões que não perdurarão para sempre?
Por que não demonstrar imediatamente seus defeitos, taras e emoções reais e bem humanas? Elas virão à tona em seguida!

Quero ser o ogro que sempre fui.

Se tiver que mostrar minhas faces feias, que as máscaras caiam logo.
Então, todos os dias quero ser eu mesmo, com todas as falhas, sem me esconder sob o manto da dssimulação, amando com intensidade, odiando sem reservas, mostrando emoções fortes e fracas, mas sendo, de preferência, um ogro real e não um logro emocional!
Amo e assim vai ser. Mudo, aos poucos, para mostrar meu amor mas não deixarei de ser teu ogro.

Dia dos Namorados


Poderia ser um dia como outro qualquer, mas é especial. Especialíssimo. Nesta data costumamos demonstrar nossos sentimentos mais profundos para com nosso amor, com a pessoa que amamos, com a paixão de nossa vida.

Por que só nesse dia?

Todos os dias deveriam ser motivos de demosntração da harmonia, da insatisfação, da paixão entre apaixonados.

Então, que tal sentar ao por o sol e dizer algo assim:
Oi, amor venha cá...
Senta aqui bem do meu lado, que eu vou lhe fazer uma confissão de amor...
Hoje , apesar das palavras não serem mais necessárias devo te confessar que Te Amo!
Não posso mais viver sem você.
Murmurar: "Você é o minha eterna paixão".
E viver feliz.

Feliz Dia dos Namorados para mim e para vocês!

9 de junho de 2007

Fábrica de Cimento em Tocantins

No passo decisivo do desenvolvimento, a mostra que nos dá o estado vizinho, com sua política de exploração minerária:

No dia 5 de junho, foi assinada nas dependências do Palácio Araguaia, na sede do Governo do Estado do Tocantins, cidade de Palmas, a cessão de direitos minerários entre a Mineratins (Governo do Estado) e o Grupo Votorantim, para exploração de uma área de calcário objetivando a produção de cimento no município de Xambioá.

O ato de assinatura dessa cessão de direitos minerários, que contou com a presença do Diretor-Geral do DNPM, é resultado de uma concorrência pública realizada pela detentora dos direitos minerários, a Mineratins.

A Discussão Começou prá Valer


Notícia Velha...

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu, na terça-feira (5), pela devolução à União de mais de meio milhão de hectares de floresta amazônica. A área equivale em tamanho ao Distrito Federal e está nas mãos de grileiros. O conselheiro do CNJ, Paulo Schmidt, responsável pela decisão que foi tomada em dois processos, explica que desde 1979 a anulação dos registros dessas terras corre na Justiça. Elas já fizeram parte inclusive das investigações da CPI da Grilagem de Terras na Amazônia, em 2001.Várias decisões foram tomadas ao longo dos anos, inclusive em favor da devolução das terras para a União, mas não foram cumpridas, segundo Paulo Schmidt. "As decisões que foram adotadas não foram cumpridas e o que o conselho está determinando agora é que essas terras retornem para o patrimônio da União", disse.
As terras devolvidas para o Instituto Nacional de Colonização Agrária (Incra) estão em quatro áreas, todas no Amazonas, e somam 592.852 hectares. Uma delas no município de Canutama e as demais em Tapauá. Paulo Schmidt ressalta a importância da decisão para a preservação da Amazônia. Ele afirma que o principal interesse dos grileiros é "converter a floresta em plantações de soja ou criação de gado".
Os atuais proprietários das terras ainda podem recorrer no Supremo Tribunal Federal (STF).

Devastação

No Salada Verde:

Finalmente, depois de meses de pedidos insistentes, o Incra soltou a lista final, com a devida localização, dos Projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS’s) – o eufemismo com que o órgão batiza assentamentos na Amazônia – que estão na região da BR-163. Os que ainda têm floresta sobre o terreno são auqeles onde não chegou nenhum assentado. Há vários com remanescentes de mata mas com excesso de gente, o que torna a sua sustentabilidade, mesmo no papel, inviável. Finalmente, existem os PDS’s criados onde não há mata alguma, o que é uma incongruência. Afinal de contas, PDS’s, para existirem legalmente, exigem que a principal atividade econômica seja justamente o manejo florestal.

Dentro em pouco tempo o INCRA conseguirá reealizar o sonho de todos os sojeiros e agricultores brasileiros: devastar completamente as florestas da Amazônia! XÔ, asa negra!

8 de junho de 2007

QUER SER PROFESSOR?

A diretoria do CEULS/ULBRA torna público que está a aberto o período de inscrição para seleção de professores do CEULS, conforme descrito abaixo.
Letras - Fonética e Fonologia de Língua Inglesa
- Estudos de Língua Inglesa I
Serviço Social - Competência Econômica, Tributária e Contábil
Engenharia Civil - Introdução à Engenharia Civil
- Geologia Aplicada às Obras Civis
Aqüicultura - Química Geral

DAS INSCRIÇÕES: 06 a 14/06/2007
A inscrição será efetuada no Centro Universitário Luterano de Santarém – CEULS/ULBRA, Av. Sérgio Henn, nº 1787, Bairro Diamantino, Santarém/PA, secretaria da Direção Acadêmica, das 14h às 17h e 19h às 22h.
Para inscrever-se o candidato deverá:
a) Comparecer ao local da inscrição portando cópia do currículun vitae modelo Lattes - CNPq comprovado.
b) Somente serão aceitos diplomas de Graduação e Pós-Graduação lato sensu ou stricto sensu reconhecidos pelo MEC.

6 de junho de 2007

ALCOA na Berlinda

No Blog do Jeso foi publicada a seguinte nota:

"A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente do Pará (Sectam) prometeu que não vai conceder mais nenhuma licença ambiental para a mineradora Alcoa antes de examinar os problemas apontados pelos moradores de Juruti, onde a empresa quer explorar bauxita. Mas para o procurador da República, Daniel Azeredo, isso é pouco. Em função de uma recomendação da Justiça Federal, que considerou inconsistentes os estudos de impacto ambiental para a atividade, Azeredo pressiona pelo cancelamento das licenças já concedidas".

Meu Comentário:

Esta existindo, por parte dos orgãos responsáveis pelo licenciamento ambiental de empreendimentos minerais, um excessivo rigor na relação fiscalização x extração. Não se deve procurar ou provocar, melhor dizendo, uma caça às bruxas sobre o licenciamento concedido à ALCOA. Não se deve o pode condenar as ações do ex-secretário Gabriel Guerreiro ao capitanear os licenciamentos concedidos para tal empreendimento. Todos sabemos de ações duras do ex-secretário e atual deputado quando ocorreu um acidente ambiental em Porto Trombetas, no famoso caso do Lago do Batata, onde eram depositados os rejeitos e acabou "matando" a flora e fauna (ecosistema) do lago. A MRN dizia que "O impacto ambiental foi inevitável". Hoje este lago está sendo recuperado.

É claro que a ALCOA prometeu mundos e fundos e só deu os fundos para a população local. Em uma conversa com o sr. Brício (na época era o chefão local) ele me afirmou que a empresa não compraria terras nem construiria vilas de casas pois o sistema de saneamento de Juruti era arcaico e eles eram obrigados pela direção geral da empresa a não utilizar fossas sépticas, existentes na cidade. Balela! Também me afirmou que haveria um investimento em obras de abastecimento de água e infraestrutura local. Mais uma balela!

Acredito que todas as empresas que veem explotar minérios aqui em nosso solo deveriam promover práticas de ecodesenvolvimento para àqueles que são os moradores locais.

Então, ao invés de não conceder novas licenças tá na hora de sentar na mesa e negociar investimentos e ações públicas no entorno do empreendimento. Ou alguém duvida de que logo, logo não haverá outra grande mineradora se instalando naquela região e, na cola da ALCOA praticar a mesma ação "deixa estar para ver como é que fica" e só retirar os benefícios minerais?

Todos sabemos que a mineração é o empreendimento que menos polui e devasta o meio-ambiente, certo?

Errado! Vide o caso dos exploradores de areia, argila e cascalho. Veja o caso dos garimpeiros do Tapajós, de Cumaru, de Serra Pelada. Quando haverá uma ação efetiva para promover a adequada exploração mineral e praticar a garimpagem sem degradar de forma permanente o meio ambiente amazônico?

A SECTAM como órgão ambiental competente não apresenta nenhum Termo de Referência para a garimpagem (mineração artesanal). E então? Como pode aprovar um estudo ambiental para tal empreendimento?

O IBAMA nunca andou a mais do que cinco quilômetros da margem do rio Tapajós em direção ao centro da exploração garimpeira. Talvez esteja esperando um helicóptero para tal fim.

Então, só posso pedir menos, muito menos holofotes e mais, muito mais fiscalização, vistorias e ações através de procedimentos e medidas de controle destas situações.

________________________________________________________

Atualizado em 09/06/2007:

Este é o comentário do deputado estadual Gabriel Guerreiro, ex-secretário de Meio Ambiente na época da concessão da licença ambiental, sobre o posicionamento do MP: Guerreiro defende licenciamento ambiental concedido à Alcoa.

1 de junho de 2007

Extremos?

A Cosipar, siderúrgica que começou a operar em 1986 no município de Marabá, no sudeste do Pará, e que hoje é a maior exportadora de ferro-gusa do Brasil, recebeu recentemente o troféu da Ordem do Mérito Florestal 2006, concedido pela Associação de Reposição e Fomento Florestal do Tocantins. É que, apesar de localizada em território paraense, a siderúrgica possui a maior parte de seus projetos de manejo florestal localizada no estado vizinho, como fonte da matéria-prima necessária para a produção do carvão vegetal para alimentar seus alto fornos.

Fonte: Pará Negócios

Semana do Meio Ambiente

No Diário:

"Amazônia em nossas mãos" foi o tema escolhido pelo governo do Estado e Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental – formada por 20 instituições - para Semana de Meio Ambiente 2007, de 2 a 6 de junho. O objetivo das palestras, debates e oficinas da programação é a sensibilização para construção de uma nova ética socioambiental, que vise a melhoria do ambiente e da qualidade de vida.

São Sebastião da Boa Vista, na ilha do Marajó, será o primeiro município a discutir a educação ambiental, no dia 02. Em seguida, será a cidade de Capanema, no Nordeste paraense, no dia 04; Marabá, no Sudeste do Estado, no dia 05; e Bragança e Santarém, Nordeste e Oeste, respectivamente, no dia 06. “Somos uma secretaria estadual e os eventos da área ambiental sempre estiveram concentrados em Belém. Agora queremos dar um caráter estadual às nossas ações. O primeiro passo dessa descentralização ocorreu na Semana da Água, e nesta nova data importante – o Dia Mundial do Meio Ambiente – vamos envolver vários pólos do Estado”, salientou Leônidas Velloso, coordenador da Divisão de Educação Ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA). Em cada município, será discutido o Programa Estadual de Educação Ambiental (PEAM).

(Agência Pará)

Indio quer apito...

No Amazonia. org:

O governo brasileiro está na fase final de elaboração de um polêmico projeto pelo qual pretende mudar radicalmente as relações entre empresas e povos indígenas no país. A proposta de projeto de lei, redigida pelos ministérios da Justiça e das Minas e Energia e pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), prevê a abertura de todas as terras indígenas para a exploração das mineradoras. As empresas pagariam royalties sobre o faturamento para as comunidades.