Geologia e Ambiental

26 de outubro de 2010

Graciosidade

Há pouco, em retorno do aeroporto de Itaituba fui parado por agentes da Polícia Rodoviária Federal.
Solicitaram documentos do condutor e do veículo.
Logo em seguida, após verificar que tudo estava nos conformes, o agente perguntou se aceitava fazer o teste etílico.
Neguei veementemente.
O "palhaço" me disse que se desconfiasse - vejam o abuso - que eu havia bebido iria me multar. Mandei-o fazer isso.

Estou aguardando sua atitude.


Postar um comentário