Geologia e Ambiental

1 de julho de 2014

Iniciada a Temporada ...

Do Blog do Parsifal Pontes, uma análise que deveria ser publicada e lida por todos:
Ontem (30) encerrou-se a temporada de convenções partidárias, o que não significa que está tudo resolvido.
O distinto público aguardará até sábado (5) às 17h, para saber como será armado o circo eleitoral no que concerne às candidaturas proporcionais.
As candidaturas ao governo estão definidas: o PSDB aprovou Simão Jatene, o PMDB Helder Barbalho, o PV José Carlos Lima, o PSOL Marco Carrera e o PRTB Elton Braga.
Até ontem à noite apenas os deputados federais Zequinha Marinho (PSC) e Lira Maia (DEM) eram os vices definidos de Jatene e Helder respectivamente. O PV ensaia confirmar Isaura Guerreiro, viúva do falecido deputado Gabriel Guerreiro, como vice de José Carlos Lima.
Shot001
Para o senado a coligação PMDB-PT-DEM-PR-PDT-PROS-PCdoB-PHS-PSL-PTN-PPL, aprovou o nome de Paulo Rocha (PT).
A aliança PSC-PSD-PP-PSB-PPS-SDD-PTB-PRB-PEN-PT do B-PMN-PSDC-PT-PRP dilacerou-se na eleição para o Senado: o PSDB vai de Mário Couto, o SDD de Marcela Tolentino, vereadora em Santarém, o PP lança Jefferson Lima e o PSD vai de Helenilson Pontes.
Shot003
O PTB é um caso especial, pois Duciomar Costa foi sacado da disputa para o governo para que o partido coligasse com Jatene, mas lhe foi garantida a candidatura ao Senado.
Por suposta nova insurreição de Mário Couto, ontem (30) à noite, contra a entrada de Duciomar no pelotão de candidatos a senador que Jatene enjambrou para lhe carenar a disputa para o governo, o PTB deu refluxo e Duciomar ficou de bubuia, aguardando uma decisão.
As coligações proporcionais ainda restarão inconclusas até o dia 5. Até lá, os experts em quocientes eleitorais e os clarividentes em quanto cada candidato terá de votos, farão exaustivos cálculos premonitórios de cada partido e dos demais, para verificar, nos resultados, com qual, ou quais, deve coligar, para obter melhor resultado quando fechar a boca do bode.
Essa análise combinatória biunívoca é de delicada tez, pois um parêntese colocado fora de lugar explode toda a equação e se recomeça do zero a conta do chega.
Postar um comentário