10 de junho de 2014

Remando, remando vai sair este convênio?

Anunciado desde o início do ano passado e motivo de um abaixo assinado promovido por Manuel Dutra e parceiros, o estudo da contaminação do rio Tapajós está no forno, conforme anuncia a nota da Ascom UFOPA:
A Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) recebeu nesta terça-feira, dia 10, a visita do representante da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração do Pará (SEICOM), o geólogo José Maria do Nascimento Pastana. Em reunião com a reitora da UFOPA, Profa. Raimunda Monteiro, e com representantes das unidades acadêmicas da Instituição, foram discutidos ajustes para assinatura de um convênio entre a Secretaria e a Universidade para a realização de pesquisa e elaboração de estudos sobre a viabilidade ambiental da mineração no Rio Tapajós.
Um passo grande para sabermos como anda o impacto ambiental causado pelas dragas no leito do Tapajós.
Vai ficar uma pergunta: se o rio Tapajós é um rio federal com que autoridade a SEMA/Pará está licenciando a mineração em seu leito?
Postar um comentário