Geologia e Ambiental

5 de dezembro de 2013

Moto-taxista ad perpetuam

De acordo o projeto de lei do vereador Iamax Prado, o moto-taxista que sofrer um acidente grave e vier a falecer ou ficar inválido, a família continuará com a placa da moto de aluguel pra sempre.
Mas qual será a condição básica familiar pra garantir esta "bondade"? E se o dito cujo for viúvo e tiver uma imensidão de herdeiros pra placa?
Não seria mais conveniente forçar os sindicatos e associações a fazerem um seguro de vida em grupo pra garantir o "bembom" de seus dependentes?
Então vamos torcer para que o decreto que for organizar esta bagunça seja bastante claro ou a porrada vai cantar no centro!
Postar um comentário