13 de abril de 2013

Quando há uma nota negativa vem aumento

A presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, assegurou nesta quinta-feira que "não há previsão de aumento do preço dos combustíveis por ora", durante entrevista coletiva na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), em Porto Alegre. 
"Não estou dizendo que não terá no médio e longo prazos", admitiu, para explicar que a cotação do óleo Brent e o dólar estão com o comportamento previsto no planejamento da empresa, o que não coloca o assunto em discussão no momento. "Variações abruptas não passamos para o preço, mas tendências ou constatação, sim".
A executiva admitiu que "existe ainda alguma diferença" entre os preços do País e os do mercado internacional, mas evitou comparações numéricas. Lembrou que muitas variáveis ajudam a compor as cotações, entre as quais o preço do Brent, a taxa de câmbio, a disponibilidade de combustível em países fornecedores e o transporte, para reafirmar que "por isso a Petrobrás não fala sobra a distância que tem entre os preços internacionais e nacionais".
Fonte: Estadão
 
Postar um comentário