Geologia e Ambiental

17 de setembro de 2012

Os Maiores Depósitos de Ouro no Mundo





Embora muitos dos depósitos de metais preciosos e ouro que estimularam a corrida do ouro no passado estejam em regiões remotas, algumas das maiores minas de ouro do mundo ainda geram grande produção anualmente. A Bacia de Witwatersrand, na África do Sul é, talvez, o grande responsável pela maior parte da produção de ouro. Outros grandes depósitos de ouro são valorizados pela enorme quantidade de metal precioso que produzem e, por vezes, pelo valor do ouro que produzem, ou por ambas as razões. As seguintes áreas incluem algumas das minas de ouro e também as mais valorizadas: Muruntau, Grasberg, Natalka, Olympic Dam, Sukhoi e Sierra Nevada. Algumas dessas regiões mais promissoras permanecem, em grande parte, ainda inexploradas.

Como os pesquisadores estimam que quase metade de todo o ouro extraído desde o século 20 foi proveniente da Bacia de Witwatersrand, na África do Sul, este leito do mar pode apenas manter a distinção de maior depósito do mundo de ouro. Apelidado de "The Strand", a bacia mede cerca de nove milhões de hectares. Um pedaço considerável da vasta extensão permanece inexplorado. Os cientistas teorizaram que os rios, fontes termais e outras fontes de água são responsáveis por grandes depósitos de metal preciosa na região, que podem ser de 3 bilhões de anos.

Embora a quantidade de ouro produzida em Witswatersrand seja impressionante, o local realmente não tem o título de maior mina do mundo em área total. Este prêmio especial vai para a mina Grasberg, na Indonésia. As quantidades de ouro produzidas lá não são tão altas se comparadas a alguns concorrentes, mas o ouro extraído é muito valioso.

Mina de Olympic Dam

A Mina de Muruntau reivindica o posto de maior mina de ouro aberta no mundo. Como uma mina a céu aberto, a escavação não requer tunelamento. Este depósito monstruoso é verdadeiramente um oásis do deserto: o deserto de Kyzilkum fica no Uzbequistão. Descoberto em 1955, o depósito de ardósia e quartzo rende ouro suficiente para marcá-lo como um dos empreendimentos independentes mais bem-sucedidos do país.

A Olympic Dam da Austrália é também uma das cinco maiores minas de ouro em termos de produção. Esta área ganhou destaque em 2007. Além do ouro, a Olympic Dam também é abundante em cobre e urânio.

No Hemisfério Ocidental, uma das regiões mais tradicionais de minas de ouro repousa na Califórnia. Apelidado de filão, por causa de suas veias abundantes de ouro, este depósito rico é especificamente localizado na cordilheira de Sierra Nevada. Desde a sua descoberta em 1850, a região produziu centenas de toneladas de ouro.

Outras grandes áreas para extração de ouro também entraram em destaque desde o século 20. A Sukhoi, depósito de ouro da Sibéria, é uma área de cúpula, sendo vigiada de perto pelo governo local. Sua descoberta é resultado de novos métodos geológicos de mineração. Um investimento pesado também elevou as atividades de mineração e perfuração em áreas próximas da mina de ouro russa Natalka.
Fonte: Simineral



Postar um comentário