Geologia e Ambiental

9 de outubro de 2010

O Casal de Pombos

Do livro Calila e Dimna:
Conta-se que um casal de pombos, uma vez, encheu seu ninho de trigo e cevada, após o que disse o pombo à pomba: " Se conseguirmos no campo com que nos sustentarmos, não comeremos nada do que temos no ninho. Assim, quando o inverno chegar e os campos nos forem fechados disporemos de nossas reservas."
Aprovou a pomba e disse: "Pensastes bem. Assim procederemos".
O trigo e a cevada estavam úmidos quando os recolheram e encheram o ninho.
Depois, o pombo ausentou-se e tardou a regressar. Entretanto tinha entrado o verão e os grãos haviam secado, perdido volume e o ninho já não se via cheio. Quando o pombo regressou e viu o ninho vazio disse à fêmea: "Tínhamos combinado não comer nada de nossas provisões. Por que o fizestes?"
A pomba jurou que não havia comido um grão sequer, mas o pombo não acreditou e pôs-se a dar-lhe bicadas até que a matou.
Depois, chegou o inverno com suas chuvas; o grão umedeceu e o ninho ficou cheio de novo. Vendo issi, o pombo compreendeu e, arrependido estendeu-se ao lado de sua fêmea dizendo: "De que vale a vida agora para mim se te busco e não te encontro?"

MORAL: O varão prudente e ajuizado não se precipita nunca no castigo e na condenação, particularmente no caso de seres queridos cuja perda se torna um arrependimento incurável.
Postar um comentário