Geologia e Ambiental

16 de outubro de 2010

O Acomodador

Existe sempre um evento em nossas vidas que é responsável pelo fato de termos parado de progredir. Um trauma, uma derrota especialmente amarga, uma desilusão amorosa terminam fazendo com que nos acovardemos e não sigamos adiante. O xamã, no processo de esquecimento de sua história pessoal, precisa primeiro livrar-se deste “ponto acomodador”.
Para os feiticeiros mexicanos (e, curiosamente, também para algumas correntes budistas) a morte entra pela região próxima ao umbigo. Neste momento, o “ovo de luz” se desfaz, e os filamentos que estavam ali concentrados se misturam com a energia do universo, até se reagruparem de novo sob uma forma diferente.
Paulo Coelho
Postar um comentário