20 de dezembro de 2008

No Blog do Alailson

O deputado federal Lira Maia (DEM), o homem mais feliz do mundo com os últimos acontecimentos da política santarena, chamou a imprensa, hoje pela manhã, para uma coletiva. Ele falou de seus planos de lançar uma possível candidatura, caso o STF jogue uma pá de cal nos quase 80 mil votos obtidos por Maria do Carmo.

Para Maia, Maria sabia que não poderia ser candidata e, mesmo assim, quis arriscar. Já Maria, na coletiva de quarta-feira, 17, disse que foi atrás da conversa do próprio Ministério Público, onde fez consulta.

“Eu tinha certeza que o resultado seria este, que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negaria o recurso. Ela (Maria) como promotora pública e advogada sabia que estava fazendo a coisa errada,” disse o deputado.

Maia demonstrou cautela e disse que ainda não vai saltar pistola pelas ruas de Santarém. “É um processo que ainda está tramitando na justiça. Nós vamos seguir rigorosamente o que a justiça determinar”.

Maia classificou de “desigual e desonesta” a disputa eleitoral do último dia 5 de outubro. Sobre a possibilidade de ser candidato em uma possível nova eleição declarou:
- Mas é claro que se a justiça determinar que deve haver uma nova eleição, nosso partido terá, com certeza, um representante, lógico participando dentro da democracia, não fazemos política sozinho temos que fazer para o povo e principalmente para a sociedade de Santarém.

O pôster entendeu que Maia já estar em campanha, mas que pode ser substituído nos 45 minutos do segundo tempo. Mas para Maia sonhar com esse cenário deve aguardar o desenrolar dos imbróglios jurídicos lá em Brasília.

“Não disputo eleição por disputar e também não concordo que temos que dar a alma pelo poder, mas acredito que temos que dar uma contribuição,” finalizou o capo democrata.
Com infomações da repórter Rafaela Joseph
****************
Meu comentário:
O Maia poderá estar escrevendo o seu epitáfio eleitoral e político se entrar neste "segundo turno" em Santarém.
Os votos conseguidos por Maria e sua turma não serão repassados a ele, que deverá ter um aumento de desaprovação na população que votou nela.
É um caminho perigoso...e sem volta.

2 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

Não encontro na literatura científica nada que comprove esta tese. Pode, até, se constituir numa novidade, e as novidades são sempre bem vindas...eheh
Mas raciocine: de nada adianta ele ter desaprovação aumentada na parcela do eleitorado que não vota nele. Seria necesário que esta arcela aumentasse, o que é bem dferente, e mais difícil.
Maia vem mantendo seus eleitores há duas eleições seguidas.
Pouqinho mais razoável seria supor que ele perca o "segundo turno" para outro candidato, que precisa ter, no mínimo, mais votos do que ele, o que, convenhamos, também é uma hipotese heróica, Jubalino querido.
Abs

JCF disse...

Veja que eu disse "poderá".
E ainda acho que ele vai se ferrar neste segundo turno.
Mas como ainda não estou em Santarém pra escutar os chororos do povo..aceito sua tese científica.
Abs