26 de julho de 2015

Gestor de Resíduos?



 Você já parou para pensar na quantidade de resíduos que produzimos todos os dias em nossas casas, nas empresas e indústrias? Esse é um grande desafio ambiental e, por isso, precisa ser analisado da melhor maneira possível para o menor impacto e o melhor aproveitamento possível. Devido ao surgimento dessa demanda, um novo profissional tem ganhado muito destaque no mercado ultimamente, mostrando-se de grande importância para a questão ambiental: o gestor de resíduos.

Gestor de resíduos
Devido aos danos ambientais causados pelas atividades industriais, esta se tornou uma carreira em destaque. O gestor de resíduos consegue ver os resíduos com outros olhos, criando projetos para dar uma nova funcionalidade àquele material descartado e evitar que ele seja destinado de forma incorreta.

O profissional busca atuar para minimizar o impacto da geração de resíduos e incentivar a reutilização e reciclagem. Os gestores, então, buscam garantir o melhor tratamento e disposição final para amenizar os impactos ambientais daqueles materiais.

O gestor de resíduos, que não necessariamente precisa estar enquadrado a esse cargo em CLT, mas que pode ser qualquer profissional que seja responsável na empresa pelo assunto,  tem um importante papel na estruturação de alternativas que garantam um relacionamento harmônico entre a indústria, meio ambiente e consumidores. A gestão correta dos resíduos é um elemento necessário para melhorar a qualidade das ações corporativas e promover também o crescimento econômico das empresas.

Gestão de resíduos nas indústrias
Os gestores sempre buscam atender às legislações ambientais, tentando otimizar a operação, logísticas e custos envolvendo a geração, armazenamento e transporte dos resíduos. As indústrias têm sido consideradas as grandes vilãs no que se refere ao descarte irregular e consequentemente ao impacto expressivo no meio ambiente — muitos casos por descasos às leis ambientais ou, ainda, a falta de conhecimento e especialistas dessa área.

Mas também há muitas empresas atentas ao fato de que um bom planejamento na gestão de seus resíduos pode não só contribuir para gerar menos impactos econômicos, ambientais e sociais, melhorando a imagem da empresa, como também diminui os custos com a produção, contribuindo, assim, para o desenvolvimento sustentável.

Legislação ambiental
Uma das normas reconhecidas e aplicadas no mundo inteiro é a ISO 14001 (2004), que busca adequar as empresas a um sistema correto de gestão dos seus resíduos, diminuindo o custo da produção e reformulando-a de forma a causar menos impactos ambientais.

Existem várias normas e leis. Cada empresa deve seguir aquelas referentes ao seu tipo de resíduo e aos riscos que este causa ao meio ambiente e à sociedade, sejam eles sólidos, efluentes líquidos ou gasosos. O gestor de resíduos precisa conhecer profundamente a legislação para orientar a empresas e os colaboradores sobre as melhores formas e processos para evitar distorções legais.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT/NBR – 10004) e Norma Brasileira (NBR 9800), por exemplo, definem o que são os resíduos sólidos e efluentes líquidos, respectivamente. Você poderá obter mais detalhes sobre o assunto nesse artigo.
Fonte: Tera Ambiental



Postar um comentário