Geologia e Ambiental

21 de janeiro de 2014

Pois é "seu" Ivo...

Uma das muitas histórias de Itaituba:
Ivo Lubrinna de Castro, o famoso e não formoso Ivo Preto, mineiro de Valadares conta que quando veio das Minas pro Pará queimou todas as pontes pra não voltar mais pra lá. Aqui tornou-se garimpeiro e célebre por uma frase: "É a coisa mais fácil do mundo você transformar qualquer pessoa em garimpeiro. Mas você não consegue fazer o contrário. Depois disso nunca mais consegui ser um homem normal".
Dono do garimpo Piririma, na bacia do Rato, ficou conhecido pela sua atuação na força tarefa que não deixou o mercado do ouro desaparecer, como consequência da decisão da Constituinte, que queria dar fim ao IUM e efetivar o ICMS, como cobrança do tributo. Seria o caminho aberto para o contrabando ainda mais acentuado do ouro no país!
 Durante estas reuniões e sessões, as empresas contrárias à tributação única e com IOF de 1% fizeram um lobby contrário à aprovação da lei. Conseguiram montar alguns obstáculos importantes, como formar um grupo de falsos garimpeiros que iam aos gabinetes dos congressistas dizer que a lei só servia aos interesses dos banqueiros. No dia da votação, um dos lobistas dos falsos garimpeiros, conhecido como Parazinho, bateu boca com Ivo Preto. Desta discussão, Ivo deu um murro no Parazinho que o jogou a alguns metros de distancia e ainda aproveitou a ocasião para, literalmente, mastigar a sua falsa carteira de garimpeiro.
Fonte: A Redescoberta do Ouro
Postar um comentário