26 de março de 2013

Sim ou Não?

Foram divulgadas nessa segunda feira, na página 3 do jornal Folha de São Paulo, na seção Tendências e Debates, duas opiniões distintas a respeito da pergunta colocada: houve avanço nas medidas antienchente?  
O primeiro artigo, o do ''Sim'', é do Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho
O segundo artigo, do ''não'' é de autoria do geólogo Álvaro Rodrigues dos Santos.

SIM
Ao nos depararmos sobre o tema da prevenção a desastres naturais, uma questão deve ser colocada como primordial e ponto de largada de qualquer análise: o fato de termos um passivo imenso nessa área.
O deficit histórico do Brasil no investimento em políticas públicas para a habitação, mobilidade e saneamento se formou nos últimos 30 anos, sobretudo nas décadas perdidas de 80 e 90, quando, pela deficiência de investimentos públicos, populações foram ocupando de forma irregular áreas sujeitas a risco de desastres naturais.

NÃO
Em que pesem as meritórias iniciativas que resultaram na aprovação da ótima lei que instituiu a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil e na mobilização de órgãos públicos para o apoio a ações de gestão de riscos geológicos e geotécnicos, efetivamente muito pouco se avançou na redução da probabilidade de ocorrência de novas e devastadoras tragédias associadas a deslizamentos de encostas e enchentes.
Essa grave constatação é ilustrada pelo fato de nem ao menos ter-se conseguido estancar o principal fator causal dos problemas, qual seja a continuidade da ocupação urbana de áreas de muito alto risco geológico, como encostas de alta declividade e margens de rios.

E você, o que acha do assunto? 
Temos alguma medida de prevenção aqui no município?
 
Postar um comentário