Geologia e Ambiental

20 de abril de 2010

Vai e Vem

Estudante do "primário" do Dom Amando, em Santarém aprendi a fábula do serrote contada pelo seu Antonio.
Um vizinho foi pedir emprestado o serrote (que seu Antonio chamava de vai-e-vem) e lhe foi negado sob a seguinte alegação: "Se vai-e-vem fosse e viesse, vai-e-vem ia; mas como vai-e-vem vai e não volta, vai-e-vem fica."
Assim parece este caso da cassação de Roselito Soares/Sílvio Macedo no TRE.  Depois de ter sido feito o acórdão, um dos membros resolveu levar o mesmo para seu gabinete e fazer um "embargo de nádegas". Está esperando passar um tempão pra colocar sua digníssima (e cara) assinatura no acórdão.

Assim, acusação e defesa ficam na expectativa da publicação em Diário Oficial para tomar as devidas providências - liminar, contra-liminar e demais peças jurídicas necessárias para manter e tirar o ocupante do cargo de prefeito de Itaituba.

Postar um comentário