13 de abril de 2010

O tema é ...GERDAL ou não?

Comentário recebido do leitor que se denomina Ricardo Brito:
Caro Jubal, sempre abordando temas "futeis" eu diria, mas sempre muito interessante.
Gostaria de sugerir aqui ao nobre defensor das calçadas de nossa cidade (o problema da orla foi resolvido né) que de uma olhadinha em uma esquina assassina, na transamazonica, esquina com avenida belém. Lamentavelmente, lá foi atropelada e morta uma senhora cilista, e esses dias, por lá passando, observei e tirei algumas conclusões. Será que se a calçada daquela farmacia, que disputa espaço com a BR, fosse mais recuada, e assim a ciclista teria mais espaço, não teria evitado o acidente? É só obsevar, quando os caminhões fazem a rotatoria, eles chegam a "beliscar" a calçada da famacia, e quando é carreta (Reicom, Unirios)o eixo dianteiro passa sobre a calça, colocando em risco os pedestres que ali aguardam o transito para fazer a travessia. Sem contar que tbm ali ficam carros estacionados, espremendo mais ainda a já estreita Rodovia. É importante que os órgãos fiscalizadores tome providencias, não é de hoje que essas barbaridades acontecem ali, e pode causar mais acidentes. De quem é a responsa? Os patrulheiros da PRF poderima ver tabm essa situação. Enquanto isso meu caro, ficamos nós aqui gritando via Blog para ver se alguem nos escuta.
Abs
Ricardo Brito
RESPOSTA DO BLOGGER:
Caro Ricardo Brito,
O tema pode parecer fútil, mas o vernáculo não deve ser "assassinado" diariamente pelas agencias de propaganda da terra. Bastaria talvez, que o responsável pela parte escrita consultasse a internet antes de terminar seu "delito". Ou contratar um professor de português paea a correção. Simples assim. E aí o chato aqui pararia de se incomodar com isso.
Calçadas resolvidas? Nossa "visão" está diferente, mas continuo "catando minhas conchinhas e devolvendo ao mar". Dizem que vai ser tomada uma decisão sobre o assunto e vai ser feito "aquela coleta dos materiais" para doação aos desabrigados de Niterói ou do Rio. Ou do Haiti. Sei lá...
Orla? Até que tá bom assim, digo, enquanto houver muita chuva teremos menos ocupação por lá.
Questão da rotatória: é incompreensível que ela exista naquele local e daquela forma.
Se as calçadas são bastante extensas então que se diminua o círculo da rotatória, onde foram plantados uns significados de nada.
E onde estão os nossos "excelentes guardiões do trânsito" que nem ficam em pé na esquina (será que é porque não tem uma sombrinha como nas outras esquinas?) para assustar os pilotos de motos e motoristas bastante irresponsáveis da cidade?
Aliás, de modo geral estamos numa caodade (caos+cidade) cruel aqui.
Obrigado pela visita e continue sugerindo temas para discutirmos.
Postar um comentário