1 de junho de 2014

Itaituba teme o futuro

Com o título acima, o Estadão emplaca uma reportagem sobre as 5 usinas hidrelétricas que serão (???) implantadas na bacia do rio Tapajós.
Destaca a temeridade de se construir as usinas que impactarão, sobremaneira, a fauna e flora do rio.
Destaca o inchaço populacional que advirá das obras, o qual também trará prejuízos consideráveis à saúde, educação, segurança e alimentação dos núcleos urbanos atingidos.
Mostra, também, a revolta dos moradores ribeirinhos com a incerteza da mudança de vida, onde dizem "o rio é meu freezer e a terra meu supermercado!"

Ainda aguardamos os estudos da AAI (com seriedade), que deveriam ter sido apresentados - novamente - pela Ecology Brasil e ainda estão protelando.

#somostodostapajos

Postar um comentário