Geologia e Ambiental

11 de fevereiro de 2014

Governo versus entidades

Após toda a celeuma ocasionada com a manifestação em prol do asfaltamento da Rodovia Transamazônica - trecho urbano - quando as entidades se reuniram para fechar o Porto da Balsa e alguns pontos da Rodovia, ficou claro que alguns empresários pensaram em seu umbigo, enquanto outros deram a "cara a tapa".
É claro que não haveria a concordância geral com este movimento.
Ora, quantas carretas de cimento, ou de cerveja, ou de tijolos, ou carne bovina ou quantos veículos com pessoas deixaram de transitar nestes dias de interrupção? E poucos pensaram só em seus bolsos, quando parou de entrar-sair o lucro fácil. Mas não avaliaram a despesa proveniente da quebra de peças dos equipamentos/carros que circulam pela Rodovia. Este é o diferencial.
O Movimento chama investimento em ações e não despesa em confronto.
Houve erros nas ações? Sim, com certeza, mas o troco recebido foi muito maior.

Ficou claro que não existe um outro poder constituído.
Se alguém pensou assim, de novo pensou errado.
Prefeito(a) e vereadores vão continuar existindo e sendo os responsáveis pelo Executivo e Legislativo, por força constitucional.
O Quarto Poder vai e deve ser respeitado, a despeito de blogueiros e curiosos que almejam o débâcle.
O Fórum vai existir por vontade das entidades e não fará confronto com nenhum dos poderes.

Esta é a minha opinião.
Postar um comentário