Geologia e Ambiental

11 de março de 2013

Quero não...posso não...minha mãe não deixa não...

O bizarro Marco Feliciano conseguiu a proeza de eleger-se presidente da Comissão de Direitos Humanos (Leia mais em: Alma do negócio). Agora, falta apenas encontrar quem aceite trabalhar com ele.
Pelo menos três servidores da Câmara já recusaram o convite feito por Feliciano para atuar como secretário parlamentar da comissão.
Todos calcularam que a gratificação financeira do cargo não valia o preço de atender a um presidente tão controvertido.
Por Lauro Jardim
Postar um comentário