16 de agosto de 2010

Problemas Ambientais em Itaituba

Durante muito tempo estivemos observando e anotando quais os grandes problemas ambientais em Itaituba.
Neste momento tudo o que temos a fazer é mostrar e se preparar para resolvê-los.

Como? Aí entra a questão financeira, mas nada que assuste uma equipe organizada - que ainda não está formada - para tal fim. Afinal existem diversas formas de financiamentos (alguns a perder de vista e de vida) para alavancar os projetos. Basta que a equipe de projetos seja ousada, consiga prepará-los com a consistência e rapidez para que eles sejam conhecidos, discutidos pela sociedade interessada e enviados para aprovação.

Então, abaixo uma relação dos principais problemas a serem abordados:
  • Resíduos Sólidos. Lixão Nunca Mais! Agora é obrigação se construir um aterro sanitário. É lei e dá cadeia. É obrigação dos empresários, dos munícipes e dos governos. A lei dos resíduos sólidos determina que as prefeituras apresentem seus projetos em até 90 (noventa) dias. Os empreendedores tem a responsabilidade de recolhimento de produtos descartáveis. E considera a sociedade responsável pela geração de lixo. Isto significa que todos temos que trabalhar em conjunto. Então tem que começar imediatamente.

    • Existe um projeto de Coleta de Resíduos Sólidos para dar continuidade e sendo revisto para aumentar as responsabilidades dos emissores de resíduos;
    • O projeto de Educação Ambiental nas escolas vai ser implementado com ajuda dos educadores públicos e particulares;
    • Já em andamento a preparação de um projeto para a Compostagem dos resíduos orgânicos.

  • Água. A "garagem" e oficina das lanchas que fica no rio Tapajós tem que ser ajustada com urgência. É um derramamento de óleos e graxos constante no leito do rio.

    • É obrigatório (por lei federal) que quem utiliza os recursos hídricos tenha a devida outorga. Poços profundos e coleta de água superficial tem a obrigação de se cadastrar na SEMA estadual ou na ANA.

  • Poluição Sonora. É comum os bares, danceterias e, principalmente, carros utilizar de sons com volumes acima do permitido por lei, assim como também, em horário não permitido.
    • O Ministério Público, Polícias Militar e Civil, DETRAN, COMTRI, Conselho Tutelar e demais órgãos estão se unindo para que seja ajustado o nível de ruídos na zona urbana.
Assim como estes acima citados, ainda existem mais uma "penca" de problemas ambientais que devem ser resolvidos no município.

Postar um comentário