8 de junho de 2010

Tecnologia só em 2011

O governo brasileiro vai definir até o próximo ano qual será a tecnologia adotada para as novas usinas nucleares previstas para 2020, após o fim da parceria com a Alemanha, com o início das obras de Angra 3, informou ontem o ministro de Minas de Minas e Energia, Márcio Zimmermann. “Angra 2 e 3 era com projeto da Alemanha e agora temos que criar novo programa nuclear, onde tem que especificar a tecnologia e o tipo de nacionalização”, afirmou.
É provável que França, Rússia, Estados Unidos e a própria Alemanha, sejam possíveis candidatos a uma nova parceria com o Brasil, por dominarem a tecnologia.
No entanto, a parceria internacional para as novas usinas só será fechada, segundo Zimmermann, após a escolha do local para a instalação da central nuclear no Nordeste do país. Estando este definido, a pesquisa passará para as regiões Sudeste e Sul.
De acordo com o planejamento do governo, serão construídas de quatro a oito unidades nos próximos dez anos e, segundo o ministro, esse número poderá saltar para 50 até 2060.
Fonte: Setorial News

Postar um comentário