Geologia e Ambiental

25 de maio de 2010

Novo Modelo de Carteira de Identidade


Belém: Polícia Civil já emite novo modelo de RG
A Diretoria de Identificação da Polícia Civil iniciou nesta segunda-feira (24) a emissão do novo modelo da carteira de identidade. As novas cédulas têm dois itens de segurança. Um é o "talho-doce", uma borda verde que, ao tato, pode ser percebida devido à existência de auto relevo. O outro é um fundo invisível.

Além dos itens de segurança, os novos documentos não poderão mais ser plastificados. O aviso da proibição da não plastificação está, em letras maiúsculas e vermelhas, na face A do documento, no lado em que estão a foto e a impressão digital.

As novas cédulas estão sendo emitidas, inicialmente, nos postos de identificação da Região Metropolitana de Belém. Já os postos localizados no interior do Estado ainda estão emitindo o modelo anterior do documento. A Polícia Civil já enviou remessa com as novas cédulas aos postos do interior. A chegada até os postos e o início da emissão das novas carteiras dependerão do envio das remessas pelos Correios. A previsão é de que, até o final deste mês, todos os postos de identificação do interior estejam emitindo os novos modelos da carteira de identidade.

Tendência - "Não haverá necessidade de troca do documento para as pessoas que já possuem as carteiras. Com o tempo, todos os cidadãos terão o novo modelo", informou o papiloscopista Antônio Ricardo Moura, diretor da Divisão Técnica da Diretoria de Identificação. Segundo ele, os documentos não plastificados são uma tendência nacional. "O Pará é um dos poucos Estados brasileiros em que o documento ainda era plastificado. A meta é que os novos documentos facilitem a verificação da autenticidade", ressaltou.

Ele disse ainda que, brevemente, todos os postos de identificação passarão a entregar ao cidadão o invólucro plástico usado para guardar o documento, tal qual acontece com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), para motoristas. A Diretoria de Identificação está orientando os responsáveis por instituições, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e INSS, a fazer a verificação da autenticidade dos novos documentos. São essas as instituições que mais enviam à Polícia Civil documentos com suspeita de fraude.

Postar um comentário