Geologia e Ambiental

28 de fevereiro de 2010

Haja Calor!

As altas temperaturas em janeiro deste ano fizeram com que o consumo de energia elétrica crescesse 9,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados ontem pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O consumo nacional de energia na rede totalizou 33.718 gigawatts-hora (GWh).
A classe comercial registrou alta de 8,7% e a residencial, de 7,5% – maior valor histórico para um  mês de janeiro registrado entre os consumidores residenciais.
Já o consumo industrial subiu 13,2%, totalizando 13.772 GWh. Além do forte calor, a expansão na demanda por energia também pode ser explicada pela baixa base de comparação com janeiro de  2009, quando o país enfrentava os efeitos da crise financeira internacional.
Segundo a EPE, a região Sudeste concentrou 57% do consumo total de energia do país. A demanda na classe residencial nesta região – que possui 26,6 milhões de consumidoresresidenciais – chegou a 53% do consumo residencial nacional. Nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, a alta nesta classe de consumo foi de 16%. “Devido às elevadas temperaturas registradas nos estados do Sudeste durante todo o mês de janeiro, o consumo residencial médio mensal na região atingiu 186 kWh”,  informou a EPE.

A demanda por energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) registrou novo recorde ontem, quando chegou a 70.954 megawatts (MW), às 14h44, de acordo com boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A marca anterior havia sido verificada no dia 4 de fevereiro, quando a  demanda atingiu 70.654 MW.
Segundo o Operador do Sistema, às 14h44, houve recorde no consumo das regiões Sudeste e Centro-Oeste, que atingiu 44.190 MW. No Nordeste o novo pico de demanda foi, de 10.115 MW, às 14h32.
Fonte: Setorial News
Postar um comentário