Geologia e Ambiental

22 de fevereiro de 2010

Energia Renovável com Biomassa

Com apenas resíduos naturais, sementes de açaí e folhas de árvores, pesquisadores das universidades Federal do Pará (Ufpa) e Rural da Amazônia (Ufra), desenvolveram o projeto “Energia Renovável com Biomassa”, que por meio de mini usinas bioenergéticas, podem tratar matérias de resíduos de atividades extrativistas de comunidades ribeirinhas da ilha do Marajó.
 
O projeto foi selecionado para o II Salão Nacional dos Territórios Rurais – Territórios da Cidadania em Foco, a ser realizado de 22 a 25 de março deste ano, em Brasília (DF), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.
 
Dentro do padrão de ecológica e ambientalmente correta, a mini usina com funcionamento bioenergético, vai trazer benefícios para geração de energia e de subprodutos, que garantirão o sustento de famílias no Município de Pontas de Pedras, na ilha do Marajó, a 43 km de Belém. O projeto, segundo os coordenadores, tem previsão, de ser instalado em três anos.
 
Durante uma reunião na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), dirigida pelo Secretário Adjunto, Claudio Cunha, e representantes das instituições envolvidas no projeto, inclusive do Reitor da Ufra, professor doutor Sueo Numazawa. Fundação Curro Velho (FCV), Secretaria de Estado de Governo (Segov) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), foram estudadas as melhores idéias para expor o projeto em Brasília.
 
No II Salãoserão apresentadas experiências inovadoras da sociedade civil e do poder público, denominadas “Boas Práticas Territoriais”, que combinam critérios de participação democrática, gestão e controle social com abrangência territorial. Só na região Norte foram selecionados 24 projetos de “Boas Práticas”, sete dos quais desenvolvidos em território paraense.
 
Larissa Fernanda
Ascom SEMA
Postar um comentário