8 de fevereiro de 2014

Da Manifestação

A Manifestação das Entidades em prol do asfaltamento da rodovia Transamazonica, na zona urbana, trouxe alguns esclarecimentos:
  • Apesar dos parcialmente contra, a população sofrida aprovou o ato das entidades. Reconheceram, através da solidariedade, que a Casa da Noca não faz diferença nenhuma nas ações em prol da coletividade;
  • O 8o. BEC foi contratado para, somente, tratar de uma solução paliativa do descaso administrativo do Dnit;
  • A solução paliativa só está sendo feita em virtude de uma ação civil e da obrigação imposta pela Justiça;
  • Apesar de extremamente propalada, não existe nenhum projeto oficial de duplicação da rodovia. Foi apresentado há aproximadamente 03 anos um projeto, por uma empresa particular, mas o DNIT não reconhece como viável;
  • Ficou estabelecido que, até o final de 2014, será asfaltada a parte urbana - 07 quilometros - e que poderá ser pelo 8o. BEC;
  • A coordenação do Movimento terá, através de ligações celulares, contato direto com o general Santos Filho - do 2º Grupamento de Engenharia ( 2º Gpt E ) , com sede em MANAUS / AM, foi criado em 28 de julho de 1970, e está subordinado ao Comando Militar da Amazônia e vinculado à Diretoria de Obras de Cooperação - e com o comandante do 8o. BEC, tenente coronel Cláudio José dos Santos Menezes, para relatar e cobrar agilidade nos serviços;
  • O 8o. BEC, após pedido de esclarecimentos desta obra, vai mandar colocar a placa informando sobre o valor da obra e os prazos de início e conclusão.
Fotos que relatam:
Assinatura da ata de reunião pelo gen. Santos Filho

Após a chuva o alagamento na Transamazonica

Crianças atravessando a Transamazonica inundada

Entrevista do gen. Santos Filho à Imprensa
 
Postar um comentário