Geologia e Ambiental

7 de agosto de 2010

Segmento das construções sustentáveis cresce no país

A preservação do meio ambiente e o impacto que o homem causa ao ecossistema chegam à construção civil. O resultado dessa preocupação é o crescimento das construções sustentáveis, um novo segmento que ganha cada vez mais espaço no Brasil.  
Além de contribuir para a preservação do meio ambiente, a construção sustentável traz retorno econômico. O custo da obra acaba sendo maior porque utiliza tecnologias mais modernas, como sistemas de aproveitamento de águas pluviais e tratamento de água. Porém, esse valor gasto a mais é recuperado em pouco tempo. “A venda do empreendimento é mais rápida, além da redução dos custos operacionais da edificação”, explica a consultora em sustentabilidade Rejane Pieratti. Os gastos são reduzidos a partir da diminuição do consumo de água (que gira em torno de 40%), do consumo de energia elétrica (30%) e a redução da produção de resíduos (que atinge 70%).
Esta parte de uma postagem deriva de um release enviado pela Máquina da Notícia.

Infelizmente, o sentimento é o oposto em Itaituba, onde a construção civil anda na contramão da prática sustentável. Talvez a culpa seja no excesso de matéria-prima que encontramos na Amazônia. Mas é mais correto dizer que é devido a economia que o construtor promove e que lhe pesará no futuro. Vide caso do acidente causado na Itacimpasa recentemente.

Postar um comentário