31 de julho de 2010

Viva a burocracia!

Oswaldo Braga de Souza

Quase dois anos depois de sua criação pelo governo federal, iniciativas financiadas pelo Fundo Amazônia começam a sair do papel.  Na semana passada, foi aprovado o sexto projeto, que destinará R$ 16 milhões à Secretaria de Meio Ambiente do Pará para a estruturação de escritórios regionais, qualificação de pessoal e melhorias no sistema de regularização ambiental de propriedades.  A demora na análise e aprovação de propostas e, consequentemente, na liberação de recursos tem sido criticada por organizações da sociedade civil que acompanham a implementação do fundo.  Todos os seis contratos foram assinados depois de março.
Verba para adequação de escritórios regionais ou para campanha política?
Postar um comentário