8 de maio de 2010

Cobranças que se iniciam

De um leitor do blog que se identificou como Carlos Roberto:
Meu Caro, por aqui não está diferente, a cidade de Itaituba está um caos. OS serviços essenciais da cidade estão paralisados, pela incompetencia da nova Administração a população esta pagando o alto preço. A coleta de lixo por exemplo já fazem 03 dias que não é realizada, pelo menos a minha rua 1ª da Cidade Alta, no centro, e todos os dias temos que recolher novamente o lixo deixado a noite, pois os cachorros de noite e os Urubus de manha são os únicos que vão visitar o lixo ali deixado. A cidade esta tomada de lixo, URUBUS é que mandam por aqui, e pelo visto o Prefeito da Justiça (sim, pois não é do povo, já que não foi eleito para tal e sim da Justiça que o colocou lá) não está nem aí para isso, só se ouve bla bla nas radios e televisão, de auditoria, sindicancia etc... Isso pode ser feito depois, ao longo da Administração, mas não se pode é parar os serviços essenciais por conta de Brigas politicas. Por favor, denunciem, postem as mensagens, pois os canais de televisão local pelo visto estão cegos para esse problema.
Carlos Roberto 
 NOTA DO BLOGGER:
Caro Carlos Roberto
entendo sua preocupação, mas você e muitos outros deveriam ver a situação com outros olhares. Então vejamos alguns pontos:
  • O problema do lixo em Itaituba já se arrasta há longos anos. Parte é culpa da administração municipal e parte da população. A parte da administração municipal se refere a não ter disponibilizado um local licenciado ambientalmente para se tornar o nosso aterro sanitário. Foi feito um processo de licenciamento dos resíduos sólidos, mas por não terem efetuado o devido pagamento aos autores, eles pediram o projeto de volta e tudo ficou como dantes: sem solução. O resto da história todos sabemos. A parte da população é sobre o descaso com o próprio local onde jogam o lixo: papéis, sacos plásticos, restos de alimentos, garrafas plásticas e muitos outros resíduos são lançados diuturnamente no leito das ruas por nós mesmos, que não dispomos sequer de um único cesto de lixo para colocar o descartável (culpa da organização das administrações anteriores). Então, neste momento posso garantir que serão feitos os trabalhos de forma correta para que a população possa ser orientada adequadamente, sem ameaçãs de multas e taxas abusivas por um serviço essencial à população.
  • O segundo ponto diz respeito ao que você considerou "prefeito da justiça". Como não sou advogado de ninguém só quero expor um ponto de vista pessoal a seguir. Se tivermos qualquer querela ou calote de outra pessoa é normal que tentemos resolver a situação imediatamente. Uma das soluções é a conversa amigável (até certo ponto) com o "adversário". A outra é procurar as barras da justiça, se nos sentimos lesados. A conversa com Roselito seria inútil. Só restou a Justiça, com as provas necessárias. Então, você acha que o Valmir deveria deixar o Roselito/Silvio continuarem governando se ele se sentiu lesado na forma de captação de votos sabendo que poderia ter sido mudada a contagem dos votos sem a manobra de doação das cestas básicas? Acredito que não. E acho que você procuraria resolver a situação desta forma também.
Os canais de rádio e TV devem estar abertos às reclamações de seus ouvintes/espectadores assim como este blog também. Basta procurá-los e pedir providências.
Postar um comentário