Geologia e Ambiental

15 de janeiro de 2010

Utilização de resíduos

A UFPA - Universidade Federal do Pará, através do Grupo de Energia, Biomassa & Meio Ambiente (EBMA),  desde 2001, pesquisa formas de levar a luz até onde mais se precisa dela.
O EBMA idealiza sistemas que tornam possível a utilização da biomassa como fonte de energia limpa e renovável, derivada de materiais orgânicos, disponíveis em abundância, principalmente, nas comunidades da Amazônia que têm subsistência garantida, em grande parte, pelo aproveitamento de recursos primários.
Para atender as demandas de energia elétrica em locais distantes dos centros urbanos, o Grupo de Pesquisa da Faculdade de Engenharia Mecânica da UFPA criou uma plataforma flutuante, uma unidade de produção de energia de 50kW, que utiliza ciclo a vapor e combustível de biomassa regional.
Esta plataforma, está em Breves, na ilha do Marajó desenvolvendo od trabalhos de pesquisa e atendendo a uma população ribeirinha.
A plataforma flutuante tem uma unidade completa de geração de energia elétrica por meio do ciclo a vapor ou ciclo termodinâmico de Rankine. Possui uma caldeira, uma turbina, um gerador, um condensador, um tanque de condensados, um sistema de bombeamento e um sistema de tratamento de água. A invenção alternativa evita a utilização de pequenos geradores movidos a óleo diesel, que gera gases de efeitos extremamente poluentes à natureza.
Nela, a biomassa é queimada na fornalha da caldeira e gera calor. O calor, então, entra em contato com a água e esta se transforma em vapor. O vapor, em alta pressão e alta temperatura, gira as pás da turbina. A rotação da turbina aciona o gerador, que proporciona a energia necessária para o processo e energia excedente para a comunidade. Diferentemente do resultado obtido com os geradores, a queima de biomassa garante energia estável e de qualidade por 24 horas.

Mais informações no Beira-Rio, o jornal da UFPA.
Postar um comentário